Jovens são viciados em tecnologia

0
1

A pesquisa nomeada “O jovem e os Gadgets”, realizada pelo NJovem em parceria com a área de Pesquisas e Inteligência de Mercado da Abril, revelou como o público jovem se relaciona com os aparelhos, identificando o uso, a função e a importância de cada equipamento em suas vidas. “A maioria deles se declara viciado e está sempre buscando informações sobre os últimos lançamentos no mercado. Os aparelhos tecnológicos que possuem são, principalmente, importantes na vida pessoal. Sem esses recursos, a comunicação, diversão e estudo são afetados”, revela a sondagem.
A sondagem ainda revelou que a câmera digital é um aparelho de posse mais feminina (57%), enquanto apenas 32% dos homens a possuem. 92,7% das meninas e meninos entre 15 e 18 anos consideram o notebook ou laptop muito importante em suas vidas, enquanto 64,9% dos representantes da faixa dos 19 aos 24 anos acham que esses equipamentos são os mais completos. 65,5% dos jovens usam seus gadgets mais de cinco horas por dia. 
Os mais novos geralmente trocam seus gadgets em um espaço de tempo mais curto que os mais velhos. Os aparelhos trocados com mais frequência são os smartphones, celulares e tablets. No caso da substituição, os meninos tendem a trocar seus aparelhos em um espaço de tempo menor do que as meninas. 74,2% da garotada de 15 a 18 anos utilizam planos pré-pagos de celular, percentual que cai para 64% entre os jovens de 19 a 24anos. 44% desse público é cliente da operadora de celular Tim; 32,7% da Vivo; 28,8% da Claro; 22,9% da Oi, e 2,3% da Nextel. Jovens de 15 a 18 anos gastam 355,8 minutos em ligações móveis, equanto os mais velhos (19 a 24anos) utilizam 295,43 minutos.
47% dos participantes da sondagem possuem pacotes de dados. 8 em cada 10 jovens entre 19 e 24 anos já baixaram algum aplicativo para o seu smartphone. A média de aplicativos baixados também é maior entre essa faixa etária, 40. Grande parte dos jovens baixa aplicativos todos os meses.
O estudo conversou com 1.197 garotos e garotas de 15 a 24 anos (segmentados em dois grupos, 15 a 18 anos e 19 a 24 anos).