Kitchens investe no pós-venda

0
1


As coisas mudaram bastante no mercado brasileiro nos últimos dez anos, principalmente no posicionamento dos consumidores. Os avanços no Código de Defesa do Consumidor e no Procon deram o apoio e as informações necessárias para que os direitos fossem respeitados e cumpridos. Diante dessa realidade, empresas aprimoraram os callcenters, as redes de assistência técnica e as pesquisas de mercado de pós-venda. Tudo para atingir a excelência no atendimento. Dentro disso, a Kitchens, empresa de móveis planejados, realiza um trabalho modelo de pós-venda.

Josué explica que o trabalho de pós-venda na Kitchens segue, obrigatoriamente, três etapas. Na primeira delas, acontece a vistoria técnica ao local de instalação dos móveis. Isso para checar todos os pontos elétricos e hidráulicos, as medidas e bases de alvenaria. Após o “ok” da equipe que avaliou esses itens, segue-se para a segunda fase do processo, ou seja, a montagem dos produtos encomendados. Dois montadores cuidam das instalações, sempre sob a orientação de um fiscal. Este último acompanha a obra diariamente e avalia se tudo está correndo dentro dos padrões exigidos.

A terceira fase da pós-venda é a assistência técnica e acontece depois de tudo pronto e entregue ao cliente. Ele recebe o certificado de garantia de 60 meses e as orientações de preservação e utilização dos armários. Essa assistência está permanentemente à disposição do cliente para dúvidas, orientações e manutenções. Os técnicos fazem quantas visitas forem necessárias para ajustes, realizadas sempre num prazo máximo de 24 horas. Ainda na terceira fase, A Kitchens realiza uma pesquisa de opinião sobre a empresa e os serviços prestados. Somente depois de detectada a satisfação total, o projeto é considerado concluído.