O canal para quem respira cliente.

Logística terceirizada

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

A Fnac, rede de lojas de produtos de cultura e TI, assinou contrato para ampliar sua parceria com a Luft Solutions, empresa especializada em logística integrada para produtos. A Luft continuará responsável por toda infra-estrutura logística nas seis lojas da Fnac – duas em São Paulo e uma em Campinas, Rio de Janeiro, Curitiba e Brasília.
A Luft presta serviços de logística integrada, desde o recebimento, controle, armazenagem e separação dos produtos, que são entregues pelos fornecedores da Fnac no centro de distribuição da Luft, localizado em Alphaville (SP). Após receber e conferir a entrega de CDs, livros e demais produtos vendidos nas lojas, os pedidos são separados e preparados para serem colocados nas gôndolas. “Estamos on-line com todas as lojas da Fnac, e isto nos permite repor os estoques diariamente, através de um sistema WMS (na sigla em inglês, warehouse management system) de alta performance que atende as necessidades de agilidade do nosso cliente”, diz Marcelo de Azevedo Souza, diretor da Luft Solutions.
Ao sair do armazém, o produto é registrado no sistema da Luft Solutions que, por meio da leitura do código de barras, sinaliza em que lote o material será colocado. A operação verifica também se é necessário colocar as etiquetas de segurança, proteção com “shrink”, montagens de kits, para que loja o produto deve ser encaminhado e a quantidade.
Em média, a movimentação de produtos é de 600 mil itens/mês, que são divididos em setores de produtos técnicos – cine, foto, som, computadores e eletroeletrônicos -, livros, música e papelaria.
Segundo Marco Aurélio Moschella, diretor organizacional da Fnac, ao selecionar o Grupo Luft a Fnac preocupou-se em estabelecer uma parceria que pudesse desenvolver o conceito de cadeia de abastecimento. “Temos como premissa um contrato de terceirização ganha-ganha, no qual ganha o fornecedor, a Fnac e o operador logístico, englobando toda a cadeia,” afirma.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima