Clique e visite a landing do Congresso ClienteSA 2022

O canal para quem respira cliente.

M-commerce crescerá 35% até 2015 na AL

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin



As vendas realizadas por meio de dispositivos móveis crescerão 35% até 2015 na América Latina, de acordo com um estudo encomendado pela Tata Consultancy Services (TCS) empresa de serviços de TI, consultoria e soluções de negócios. O estudo “O Novo Consumidor Digital Móvel” destaca também que, da mesma forma, os serviços ao cliente e as campanhas de marketing específicas para tablets e smartphones também experimentarão um crescimento substancial, aumentando em 38% e 40%, respectivamente, nos próximos três anos.

 

O estudo mostra ainda que, na América Latina, durante 2012, 28% das empresas tiveram aplicações disponíveis tanto para smartphones quanto para tablets e segundo a pesquisa esse percentual será de 34% em 2015, ou seja, mais de um terço de todas as aplicações serão planejadas para serem utilizadas em ambos os tipos de dispositivos.

 

“As empresas orientadas ao consumidor precisam desenvolver estratégias móveis digitais fortes e bem executadas, para que possam capitalizar as enormes oportunidades de vendas, marketing e serviço que estão surgindo via dispositivos móveis”, comenta Ankur Prakash, presidente e COO para a TCS América Latina. “Os smartphones estão se tornando os dispositivos computadorizados preferidos dos consumidores enquanto estão em movimento, e, por sua vez, os tablets estão tendo um maior papel para estes consumidores quando estão em suas casas. Como resultado, os dispositivos móveis estão tornando a experiência dos consumidores em interações contextuais de qualquer local e a qualquer hora, e estão se tornando o novo campo de batalha para atrair e manterem-se rentáveis”, completa.

 

Tanto que as empresas que reportaram o maior sucesso com os consumidores móveis digitais são aquelas que se adaptam mais rapidamente às novas plataformas, como os tablets, segundo o estudo. Globalmente, as empresas líderes tiveram em média 25% das aplicações móveis desenhadas especificamente para tablets. Por outro lado, as empresas com o menor sucesso somente tiveram 17%.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima