Maioria dos consumidores brasileiros são omnishoppers

0
15
O omnishopping é um fenômeno que vem avançando em todo o mundo, inclusive no Brasil. É o que revela o estudo The Shopper Story 2017 da Criteo. O relatório mostra que 79% dos brasileiros são omnishoppers e utilizam uma variedade de dispositivos, canais e plataformas para navegar e comprar. A pesquisa foi supervisionado por um pesquisador independente e conduzido usando o painel global da Research Now, com 10 mil consumidores de idades entre 16 e 65 anos nos EUA, Japão, Reino Unido, Alemanha, França e Brasil.
Ainda de acordo com o estudo, a maioria dos brasileiros adota o showrooming, quando o cliente tem o primeiro contato com o produto na loja física, mas compra online. Segundo a pesquisa, 64% dos consumidores percorrem esse caminho ocasionalmente e 29% o fazem com frequência. No sentido contrário, 62% dos brasileiros aderem eventualmente ao webrooming, pesquisando pela Internet e comprando no varejo tradicional. Os que fazem isso regularmente somam 20%. Quando comparados a compradores que ainda não adotam um comportamento multicanal, os omnishoppers gastam em média 7% a mais no ambiente online e 44% a mais no varejo tradicional.
“Com a popularização dos smartphones, os consumidores passaram a ter liberdade para buscar informações sobre produtos e comprar online de qualquer lugar, inclusive de dentro da loja física do varejista. Dessa forma, a decisão de onde, quando e como comprar depende de diversos elementos, como comodidade, facilidade e, claro, preço. É por isso que uma estratégia de marketing bem sucedida precisa focar no cliente e não no canal de vendas ou dispositivo”, explica Alessander Firmino, diretor geral da Criteo para o Brasil e América Latina.
DIGITAL DIRECIONA A CONVERSÃO
Com o mobile cada vez mais presente na vida cotidiana, o ambiente online é agora um ponto crítico para a decisão de compra.  Para quase metade de todos os omnishoppers, websites e apps são a última influência para efetivar a aquisição. Além disso, 54% dos brasileiros afirmam já terem comprado no site do varejista utilizando o smartphone, enquanto estavam dentro da loja física desse mesmo varejista.
SITES DE VAREJO COMO PONTO DE PARTIDA
No Brasil, 68% dos consumidores que já tem um tipo de item em mente iniciam a pesquisa em sites e não em mecanismos de busca. Entre aqueles que sabem exatamente o que querem este índice é ainda maior: 73%. Mesmo os que não procuram por um produto específico tendem a começar a jornada desta forma, com 51% afirmando entrarem primeiro no site do varejista.
CONSCIÊNCIA DIGITAL
A televisão e outras formas de publicidade off-line não são mais geradoras de consciência de marca para os omnishoppers. Ao invés disso, sites e aplicativos desempenham esta função globalmente.