Marketing direto cresce no setor imobiliário

0
0



Não faltam números para demonstrar a força da indústria imobiliária. A meta era crescer 8,8% em 2010, porém, segundo a consultora de projetos da Fundação Getúlio Vargas (FGV), a indústria da construção terá expansão de 10% a 12%. As vendas são aquecidas porque as empresas do setor têm feito uso intenso de ferramentas de comunicação, sobretudo do marketing direto. Segundo matéria da revista Marketing Direto (edição de outubro), o segmento é responsável por uma fatia considerável do faturamento de diversas agências em todo o País e se transformou em especialidade para algumas delas.

 

“Em muitos de nossos clientes atuamos desde antes da definição do produto, como uma consultoria de inteligência de mercado. Os serviços de comunicação e marketing de relacionamento vêm na sequência do trabalho”, explica Cláudio Goldztein, diretor geral da Embrace, agência que atende 16 clientes do setor imobiliário, o que significa mais de 50% do volume de trabalho. Outra agência citada na reportagem é a Casa da Mídia. Os oito clientes do ramo imobiliário são responsáveis por 25% do volume de trabalho. A Ad.Agency, que atende a Odebrecht, também vê a crescente importância do marketing direto no ramo imobiliário.