Marketing na Copa: ainda dá tempo

0
12
Autores: Edson Barbieri e Regina Garrido
Estamos há menos de uma semana da realização de um dos maiores eventos esportivos do planeta: a Copa do Mundo; e eventos como esse geram grandes oportunidades para que as empresas invistam em ações de marketing. Acredite, muitos dos “primeiros contatos” que clientes em potencial terão com a sua marca poderão ser feitos através das oportunidades de interação que o evento poderá gerar.
A criação de campanhas de marketing estratégicas durante a realização de grandes eventos pode ser bastante complexa, principalmente se considerarmos o grande investimento – de tempo e dinheiro – que ocasiões como a Copa do Mundo exigem das empresas. A busca por ações assertivas e estratégias mais bem planejadas, é constante, e as marcas não podem deixar de aproveitar o período para criar campanhas inovadoras que engajem e empolguem o consumidor. Por isso, para não errar o momento, e nem o tom das mensagens, algumas dicas devem ser consideradas:
Chutes na trave também são importantes
Acompanhar a jornada do consumidor, identificar o nível de relacionamento dele com a marca, além dos seus hábitos e preferências são as melhores ações na hora de planejar a sua campanha. Incentive o cliente a fazer o opt-in, via e-mail ou mobile – e monitore seu comportamento nas redes sociais; os dados obtidos com essas análises simples serão essenciais para direcionar a sua campanha. Vale lembrar que os canais digitais são as melhores opções para esse tipo de iniciativa, já que a resposta – positiva ou negativa – é imediata; o que permite maior flexibilização dos argumentos e análises em menores amostras de público.
A adrenalina dos 45 do segundo tempo
O momento de maior agitação ainda está por vir. Então, prepare-se para agir durante o torneio! Mesmo que o prospect já tenha se tornado cliente ou realizado contatos anteriores, cabe à empresa mantê-lo engajado, facilitando e incentivando o seu retorno. Crie campanhas que motivem esse cliente a interagir com a marca durante e após os jogos. Pergunte, faça-o falar e ser ouvido. Quem sabe uma ação que o faça apostar nessa ou naquela seleção? E como resultado ou prêmio, algum tipo de desconto em produtos ou serviços?
O que deve ser reforçado é que ainda dá tempo de inovar. O consumidor aguarda a marca que vai aguçar a sua vontade de conhecê-la, para assim decidir com quem vai desenvolver um relacionamento. A Copa está aí e as chances de conversão também! Aproveite!
Edson Barbieri é VP & general manager, Latam da Salesforce ExactTarget Marketing Cloud.
Regina Garrido é consultora especialista em marketing na Salesforce ExactTarget Marketing Cloud.