Mercado PMEs não investe em backup

0
8


Armazenar arquivos e/ou banco de dados, ter garantias de recuperação em caso de desastres, disponibilidade imediata da informação, além da velocidade de recuperação são benefícios do backup. De acordo com especialistas, essas práticas não fazem parte do dia a dia das empresas de pequeno e médio porte. Especialistas apontam que 60% dessas companhias investem pouco ou nada em dispositivos de backup.

Mesmo com o crescimento do serviço no ano de 2006, o mercado de SMB ainda não acordou para a importância de manter seguros os dados da empresa. Segundo pesquisas do Gartner Group, o mercado mundial de soluções de armazenamento atingiu cerca de 3,7 bilhões de dólares no terceiro trimestre de 2006, o que equivale um volume 7,4% superior ao mesmo período do ano anterior.

Paulo Navarro, diretor da NetStructure, datacenter do Grupo Sodic, explica que o baixo investimento no armazenamento de dados pelos empresários das PMEs ocorre devido a falta de cultura de informática dessas empresas, “uma vez que os técnicos das pequenas empresas possuem um conhecimento trivial em tecnologia, normalmente aplicada ao negócio e pouca visão de gerenciamento. Geralmente, só depois de catástrofes e perdas, o que infelizmente é comum, é que os empresários procuram alguma solução de armazenamento para assegurar que o evento não ocorra mais. É verdade que falta também um pouco de divulgação desse tipo de serviço”, completa o executivo.

Mesmo que a princípio a PME não veja a necessidade do backup remoto, é importante que elas entendam que com a solução, poderão guardar, compartilhar, administrar, fazer backup e proteger os dados que compõe sua empresa e ainda obter um ambiente de rede flexível. “A importância do serviço é vital, uma vez que as empresas podem ter perdas incalculáveis, ou até falir, dependendo do material perdido”, pontua.