Microsiga comemora crescimento de 37%

0
2

A Microsiga, empresa softwarehouse brasileira, reuniu a imprensa em sua sede, na Zona Norte de São Paulo, na última terça- feira (22/06), para uma prestação de contas do seu primeiro semestre de 2004, quebrando a tradicional apresentação feita anualmente. O presidente do Grupo, Laércio Cosentino, logo de cara foi anunciando o aumento do faturamento da empresa, em 37% – relativo ao perído de janeiro a maio. E, de quebra, a fornecedora aproveitou para lançar a nova versão do seu sistema de gerenciamento empresarial, o Protheus 8. Trata-se de uma poderosa plataforma de interação de negócios, em que a empresa usuária desta tecnologia poderá acessar diversos serviços. “O Proteus 8, que estamos lançando hoje, não deixa de ser um sistema e mas sim, também, uma grande plataforma de interação com forte de desenvolvimento de Bi – business inteligence e workflow”, acrescentou Laércio.

Um dos novos conceitos baseado na plataforma de interação é o Ecossitema de Negócios. Através dele, segundo Laércio, a empresa usuária da tecnologia Microsiga poderá acessar diversos serviços inteligentes fornecidos por parceiros e clientes, sem deixar o ambiente do sistema, gerando uma grande base de conhecimento e facilidades. “No nosso meio, o Ecossistema de Negócio é a plena interação entre as empresas e o sistema de estrutura, no intuito de compartilhar a informação de forma estruturada. Então, cada vez mais não tem sentido você ter uma informação e ser dono isolado desta informação”, disse.

A nova plataforma tecnológica da Microsiga, o Proteus 8, possui como principais características: a robustez (capacidade de segurança e controle das informações dentro do sistema), a interface amigável (facilidade de navegação por meio de um menu gráfico e visualização simplificada do fluxo de trabalho), a escalabilidade, a conectividade, a flexibilidade, o baixo custo de propriedade e administração e o total respeito ao legado. Além disso a solução é apresentada em três modalidades distintas: First , Express e Classic, desenvolvidas para atender empresas de todo porte e segmento. O projeto do Proteus 8 é um investimento de 18 milhões de reais, que foi um trabalho que durou um ano e meio de desenvolvimento técnico. Neste trabalho, a empresa contou com o envolvimento de 300 profissionais, onde cada um fez sua parte em sugestões, avaliações, programando e testando para lançar a nova plataforma.

Resultados

“A missão da Microsiga não só de uma empresa de desenvolvimento de sistema, e sim promover todo um ecossitema. E, através da tecnologia, com muita informação, muito relacionamento e buscando resultados é que estaremos fortalecendo realmente nossas operações”, informou Laércio, comemorando os resultados obtidos no primeiro semestre de 2004. Nos cinco primeiros meses do ano (de janeiro a maio), segundo a empresa, foi registrado um aumento de 37% – alcançando R$ 65,7 milhões contra R$ 47,9 milhões acumulados no mesmo perído de 2003. “Os resultados estão sinalizando que nós iremos conseguir um crescimento em torno de 40% este ano”, completou.

Para Laércio, o que ocorreu do último ano para cá demonstra que a empresa está no caminho certo e demonstra também que todos os seus parceiros estão presentes em seus projetos, vindo de encontro favoravelmente com que está sendo investido. “O motivo do crescimento, primeiramente, foi atribuido pelo forte posicionamento estratégico do mercado, desde a parte de marketing, logotipo da empresa, comunicação visual, além do Modelo Corporativo de comercialização implantado na empresa”, justifica. De acordo com os dados da empresa, são mais de 50 unidades de Atendimento e Ralacionamento da Microsiga nas principais cidades do País, além de Argentina, Chile, México, Paraguai, Porto Rico e Uruguai. São 6.800 clientes ativos no Brasil e 185 no exterior.

Atualmente, a Microsiga tem o México como o principal mercado impulsinador de seus negócios. “Estamos trabalhando fortemente no mercado mexicano, onde nosso faturamento é de 4,5%. É um local em que apresenta uma forte demanda de tecnologia”, disse Laércio, comentando que o objetivo da Microsiga é desenviolver produtos naquele país. No México, a empresa brasileira já conta com quatro unidades, que cobrem praticamente todo o país: Distrito Federal, Guadalajara, Monterrey e Querétaro.



DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCliente bom demais
Próximo artigoImaginação e emoção