Microsiga implanta projeto-piloto no Hospital São Domingos

0
0

A Microsiga Software apresenta nova solução voltada ao segmentos da saúde. Trata-se do AP7- GH, um sistema de gestão específico que oferece ferramentas de controle, análise e avaliação com o objetivo de garantir o melhor desempenho dos processos de trabalho de hospitais (públicos e privados), clínicas e consultórios médicos, laboratórios e organizações de assistência médica. “O AP7 – Gestão Hospitalar não é só uma forma de otimizar tempo e evitar desperdícios, mas também de agilizar o controle de atendimento dos pacientes”, destaca Claudio Bessa, diretor de marketing e alianças da Microsiga.

A solução integra os processos relativos a qualidade e ao atendimento, tais como controle de estoque, compras, financeiro, contabilidade, ativo, gestão pessoal, RGP (Registro Geral do Paciente), gastos com paciente, marcação de consultas médicas e cirurgias, prescrição eletrônica e checagem de medicamentos, e atendimento ambulatorial e internação, entre outros.

O Hospital São Domingos, localizado em São José do Rio Preto, interior do Estado de São Paulo, é o primeiro estabelecimento de saúde a utilizar esta tecnologia. Em maio deste ano, o Hospital implementou, como projeto-piloto, os módulos de estoque, compras, financeiro, contabilidade, ativo e gestão pessoal da solução ERP/CRM da Microsiga com a intenção de obter o controle total dos gastos efetuados com o paciente e no estoque, além de uma melhora no relacionamento e atendimento dos pacientes.

De acordo com Dr. Célio Rodrigues, diretor-presidente do hospital, uma das principais vantagens é que a ferramenta tem contribuído para a redução de tempo nos processos internos, pois a integração dos sistemas garante agilidade na obtenção dos dados. “Os ganhos financeiros são facilmente verificados, pois conseguimos evitar o desperdício de materiais médicos usados com os pacientes”, conta.

A solução oferece atividades operacionais básicas (contrato, pagamento aos prestadores de serviço e profissionais médicos, cobrança de mensalidades e movimentações de coberturas) e outras atividades que auxiliam a tomada de decisões, o relacionamento com os fornecedores, parceiros e clientes. Para Dr. Rodrigues, o próximo passo a ser dado pelo hospital envolvendo investimentos tecnológicos deve ser a utilização do sistema através de dispositivos móveis, como os PDAs (Personal Digital Assistent).