Mídias sociais: Samaritano lança perfis

0
2



O Hospital Samaritano de São Paulo está lançando seus perfis no Facebook, You Tube e Twitter. Os novos canais serão fontes de notícias institucionais, dicas de saúde, serviços gratuitos para a comunidade e informações sobre eventos.


“O Samaritano investe continuamente na fidelização de seus pacientes e na promoção à saúde de sua comunidade. Estas ferramentas terão a finalidade de aproximar, cada vez mais, o hospital de seus clientes”, explica Cristina Collina, assessora de comunicação do Hospital Samaritano.


O trabalho nessa área é realizado desde o início de 2010, quando a instituição começou o monitoramento de algumas redes sociais, a fim de entender as dinâmicas nestas redes e as necessidades de seus pacientes. “Percebemos que os clientes valorizam muito os canais de instituições hospitalares. Antes de qualquer movimento, desenvolvemos pesquisas e avaliações, que, norteiam este lançamento, bem como fizemos benchmarking com hospitais americanos”, acrescenta Cristina.


Segundo a assessora, as sugestões e dúvidas sobre o Hospital nessas redes continuarão sendo tratadas off-line por meio do contato do SAC, quando for possível identificar o cliente. “Trabalhamos com um tema muito delicado, a saúde das pessoas. E isso precisa ser tratado com extrema responsabilidade e ética”, salienta.


Outra ferramenta de contato on-line do Samaritano com seus clientes é o canal “Fale com especialista” de seu portal corporativo, inaugurado em agosto de 2010 (www.samaritano.org.br). Este é um canal direto do paciente com os profissionais do Hospital para tirar dúvidas sobre doenças, tratamentos e prevenção, por meio de conteúdo escrito, vídeos e podcasts.


No final do ano passado o Samaritano também fechou parceria com o site Catraca Livre (www.catracalivre.com.br), do jornalista Gilberto Dimenstein, para disponibilizar conteúdo de saúde para a editoria “Bem-Estar” do site e para as suas páginas de mídias sociais. “Este foi o nosso primeiro passo para entrarmos efetivamente neste novo mundo digital. Buscamos promover a saúde da comunidade e praticar a cidadania”, finaliza Cristina.