Mobile marketing, a grande oportunidade

0
1
Entre 2013 e 2014, a verba gasta no mundo com publicidade digital deverá aumentar quase 17%. O resultado? Os anunciantes se sentirão forçados a redefinirem suas estratégias. Visando, então, as mudanças e necessidades do mercado, a Criteo preparou um documento oficial analisando o Cross Device no século XXI, plataforma capaz de identificar um mesmo usuário em diferentes dispositivos de internet, para mostrar como as marcas podem se preparar e entender as vantagens da nova tecnologia. 
O documento explora os desafios enfrentados pelos anunciantes, por exemplo, uma marca pode estar se expondo a usuários em um dispositivo, que já fizeram compras em outro. Além de evitar estas situações, ele também pode fornecer recomendações sobre como atingir o tipo certo de consumidor na hora certa. Segundo o material, as compras em diversos dispositivos de internet estão crescendo, no mundo, 97% dos compradores estão fazendo suas compras pelo PC, 40% usam um tablet e mais de 40% usam smartphone. Já os anúncios por meio de desktops, laptops, telefones celulares e tablets deve alcançar o valor de US$ 140,7 bilhões no final do ano, de acordo com estimativa do eMarketer de setembro. A empresa ainda afirma que este valor deve saltar para US$ 161,4 bilhões e US$ 181,4 bilhões, em 2015 e em 2016, respectivamente. 
Sem contar que a participação dos dispositivos móveis nos gastos com publicidade digital deverá crescer de 15,8%, em 2013, para 25,9%, em 2014, e chegar a 44,3%, em 2016. Os dispositivos móveis são um dos principais impulsionadores do consumo de mídia digital, da mesma forma que o dispositivo é responsável por mais da metade do tempo total gasto pelos consumidores em mídias digitais – um percentual maior que da TV. “Como resultado, é imperativo que os anunciantes considerem a plataforma móvel como central para sua estratégia de publicidade e possam encontrar maneiras de integrar o que estão fazendo para desktop e offline com suas estratégias para tablets e smarthphones. O desafio é analisar com sucesso o comportamento de navegação do usuário entre os dispositivos e seu retorno sobre o investimento”, destaca Alessander Firmino, diretor-geral da Criteo no Brasil.