Mudança no comportamento financeiro do consumidor

0
0


O índice de inadimplência de outubro no setor supermercadista, de 2,91%, foi o quarto maior desde janeiro de 2004, segundo levantamento da Telecheque, empresa especializada na concessão de crédito no varejo. Ainda de acordo com o estudo, o indicador foi superior 21,5% em relação ao registrado em outubro do ano passado (2,40%). Na comparação com o índice do mês anterior (3,11%) houve queda de 6,5%.

“As compras parceladas no segmento de supermercados comprovam que o consumidor, além de estar altamente endividado, tem mudado seu comportamento financeiro e aumentado o prazo médio de pagamento mesmo em estabelecimentos de primeira necessidade, o que, aliado aos juros altos, propicia um cenário bastante favorável à inadimplência”, comenta José Antônio Praxedes Neto.

A pesquisa aponta ainda crescimento do valor médio do cheque transacionado nos supermercados, que passou de R$ 163,60 em outubro de 2004, para R$ 178,70 no mesmo mês deste ano, com elevação de 9,2%. Já frente ao valor médio do cheque em setembro (R$ 178,80) foi verificada pequena queda de 0,1%.

Cheques pré-datados – O volume financeiro de transações pré-datadas no setor de supermercados chegou a ser 82,5% do total, com queda de 0,7% em relação a setembro e de 1,3% em comparação com outubro de 2004. Do total de pré-datados emitidos no segmento, 52,9% foram para compensação em 30 dias e 36,90% para 60 dias. Embora as transações pré-datadas para 30 dias ainda sejam maioria, a opção por esta modalidade de crédito apresentou queda de 15,2% frente a outubro do ano passado, enquanto a modalidade para 60 dias registrou alta de 7,1%.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFugas do cotidiano
Próximo artigoRetenção e fidelização de clientes