Clique e visite a landing do Congresso ClienteSA 2022

O canal para quem respira cliente.

Natal on-line

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin



Dados recentes divulgados pelo e-bit apontam que o Natal de 2009 para o comércio eletrônico deve somar R$ 1,63 bilhões, uma evolução de 30% em relação ao ano passado. Para acompanhar essa projeção, as lojas virtuais Portcasa, especializada cama, mesa e banho, Amercatil, loja de eletroeletrônicos e eletroportáteis, e Giuliana Flores, empresa de venda de flores e arranjos, investem na ampliação do quadro de funcionários, novos produtos em estoque e ações promocionais para aquecer as vendas no período.

 

A PortCasa espera crescer 250% no Natal, em relação ao mesmo período do ano anterior, com investimentos em tecnologia, anúncios em grandes portais e compras em alto volume de grandes fornecedores para alcançar a meta estipulada. A expectativa de crescimento deve-se a presença da empresa há quase três anos no mercado. “O ano de 2009 foi significativo para consolidação da marca. O olhar atento às mídias digitais para movimentação de nosso comércio eletrônico foi fator primordial para essa evolução. Aliado a isso, muitas parcerias, tecnologia estruturada, sistema de gestão integrado e equipe de profissionais especializados em web, contribuíram para o cenário atual”, explica Natan Sztamfater, diretor da PortCasa.

 

A Amercantil, entre os meses de novembro e dezembro, espera chegar a oito mil pedidos. Em dias normais, esse volume é de 2,2 mil. Para isso, coloca em ação o aumento do parcelamento em alguns dos produtos, para até 12 vezes. Com mais de 200 marcas comercializadas, a empresa também turbinou o estoque e incrementou em 80% o número de produtos. O estoque normal da loja gira em torno de dois mil itens. “Esperamos as vendas, na maior parte, de produtos como eletroeletrônicos, eletroportáteis, beleza e saúde, além dos brinquedos”, afirma Marcio Albino, sócio diretor da Amercantil.

 

Já a Giuliana Flores almeja uma evolução de 30% o volume de vendas, quando comparada com a receita gerada no ano anterior. Para isso, criou produtos exclusivos para a data, que aliam flores a grandes marcas. A companhia também está selando novas parcerias, além do incremento de itens ainda mais sofisticados aos kits disponíveis na loja on-line. “É uma época extremamente favorável, pois atingimos os dois mercados, de consumo e corporativo, este último costuma presentear clientes, equipes internas e prospects. Normalmente, realizamos 15 mil entregas mensais em 1.100 cidades brasileiras. No Natal, esse número crescer em 20%”, explica Clóvis Souza, diretor da Giuliana Flores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima