Nova queda na confiança dos comerciantes

0
10

Crescimento lento da
economia brasileira e volume de vendas insatisfatório foram os responsáveis
pela queda da confiança dos empresários do comércio paulistano cair pela quarta
vez seguida em junho. O Índice de Confiança dos Empresários do Comércio, ICEC,
da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo,
FecomercioSP, ficou em 101,1 ponto, um recuo de 3,5% em relação a maio. Com
esse desempenho, atingindo o pior patamar desde março de 2011, o indicador se
aproxima de nível de percepção pessimista, 
abaixo de cem pontos.

A confiança dos comerciantes donos de empresas com mais de
50 empregados foi a que apresentou a maior queda, de 10,1% entre maio e junho,
chegando aos 114,5 pontos. Ainda assim, continuou acima da verificada para os
proprietários de pequenas e médias empresas, com até 50 funcionários, que
recuou 3,4% no período aos 100,8 pontos.

O Índice das Condições Atuais do Empresário do Comércio,
ICAEC, foi aos 75,3 pontos, após queda de 4,1%. Já o Índice de Expectativa do
Empresário do Comércio, IEEC recuou 4,8% para os 129,9 pontos.

O ICEC contempla as
percepções do setor em relação ao segmento, à empresa e à economia do país. São
entrevistados 600 empresários na capital, com amostragem segmentada por setor
(não duráveis, semiduráveis e duráveis) e por porte de empresa (até 50
empregados e mais de 50 empregados).