Novos hábitos na mobilidade urbana

0
0
A Neon Pagamentos fez uma pesquisa com cerca de 50.000 usuários para identificar hábitos de consumo relacionados a transporte. O levantamento analisou o comportamento dos clientes durante 44 dias corridos e mostrou que estes realizaram mais de 200 mil transações em apps de transporte ou na compra de combustível no período. Foi observado que os gastos com aplicativos de transporte superaram os gastos com combustível, correspondendo a 60% do total de transações. No volume financeiro, os gastos com apps correspondem a 70% do total.
“Vejo que há um aumento do uso de aplicativos de transporte pelas pessoas ao meu redor, que estão optando por não ter mais carro”, destaca Alexandre Alvares, diretor de Marketing da Neon Pagamento. “Na nossa pesquisa identificamos que o gasto em aplicativos já supera o gasto com combustível em todas as faixas etárias”.
De acordo com a pesquisa, a faixa etária que mais utilizou aplicativos de transporte foi entre 28 e 34 anos, com uma média de seis transações por pessoa no período analisado. Seguido pelos clientes com idade entre 23 e 27 anos que fizeram cinco transações.
O ticket médio por operação em apps de transporte na faixa etária de 18 anos foi de R$ 14,00. Já clientes de 18 a 22 anos gastam com esse tipo de operação aproximadamente R$ 18,00. Os clientes entre 28 e 34 anos têm o ticket médio de R$ 24,00 e os da faixa etária de 35 a 39 de R$ 27,00. Os clientes acima de 40 anos tiveram um ticket médio de R$ 30,00 com aplicativos de transporte, o que demonstra que estão escolhendo por categorias mais ´premium´ ou percorrendo distâncias maiores. Já ticket médio por operação na compra de combustível na faixa de 18 anos é de R$23,00, na faixa entre 18 e 22 anos de R$28,00 e na faixa de 23 a 27 anos de R$ 35,00. Já os clientes na faixa etária de 28 a 34 anos tiveram um ticket médio de R$ 41,00 e entre 35 e 39 anos R$48,00. Os clientes acima de 40 anos tiveram um ticket médio de R$ 52,00 na compra de combustível.
“O levantamento apontou que o ticket médio por operação de nossos clientes, tanto no gasto com o app de transporte quanto no de combustível, aumenta gradativamente conforme a faixa etária. Um dos prováveis fatores para isso é a renda mais alta dos públicos com mais idade”, afirma Alvares.
O levantamento mostrou a predominância também do uso dos apps de transporte entre os clientes que usam automóveis, dentro do universo pesquisado cerca de 10 mil pessoas. Das 90.000 transações realizadas por estes clientes, 67% foram direcionadas para aplicativos de transporte e 33% para compra de combustível.