O futuro da manutenção das tecnologias móveis

0
2

O IV Fórum Datastream de Manutenção, encontro anual que acontece também no México, Chile e Argentina, contou com a presença de mais de 500 profissionais do setor de manutenção com uso de tecnologias móveis, reuniu recentemente mais de 500 profissionais do setor, no Hotel Gran Meliá Monfarrej, em São Paulo. O destaque ficou por conta do futuro da manutenção e seus desafios, com a utilização cada vez maior da tecnologia móvel, equipamentos de pequeno porte e rápido acesso às informações estratégicas onde quer que estejam. O evento foi promovido pela Datastream Systems, empresa de desenvolvimento de softwares para manutenção de ativos, e teve o apoio da Abraman – Associação Brasileira de Manutenção.

O temário abrangeu as mais variadas funções da manutenção: Gerenciamento de grandes paradas, índices de manutenção no Brasil, manutenção preditiva, porque adquirir um CMMS, falhas humanas no ambiente de trabalho, confiabilidade, administração de conflitos e negociações, contratação dos serviços na visão do cliente. Engenheiros, gerentes, supervisores e técnicos, acompanharam as apresentações ministradas por especialistas da área e profissionais da Petrobras, Siemens, Daimler Chrysler e GYR.

O vice-presidente da Datastream para a América Latina e presidente da Agência Nacional de Exportações de Tecnologias da Informação da Argentina , Carlos Pallotti, apresentou a importância dos softwares de gestão de ativos na área da manutenção, como o Datastream 7i Móbile, que permite, por meio de dispositivos portáteis, a conexão remota ao sistema de gerenciamento de ativos. “Com um simples handheld, telefone celular ou qualquer dispositivo com acesso à internet e Windows CE, pode-se acessar em tempo real toda a informação online, o que permite administrar de forma eficiente e rentável o funcionamento dos equipamentos de uma planta industrial”, comenta.

Para o gerente de engenharia de manutenção da Siemens e palestrante, José Wagner Braidotti Junior, os temas foram cuidadosamente escolhidos com o objetivo de que os participantes, dos diversos níveis hierárquicos das empresas, pudessem aproveitar o máximo e se sentirem, em muitos casos, participantes ativos de cada palestra apresentada. “Este formato do Fórum de Manutenção patrocinado pela Datastream é muito importante para a comunidade de manutenção, pois propicia oportunidade aos participantes de receber informações inovadoras relacionadas com as práticas de manutenção no seu dia-a-dia, além de promover a integração das pessoas que trabalham na área de manutenção”. Temos sentido que temas relacionados com o envolvimento humano nas relações de trabalho estão tomando um espaço cada vez maior neste tipo de evento originalmente técnico, o que representa uma preocupação da Datastream com os aspectos humanos, além dos temas técnicos rotineiros”, explica Braidotti.


Marco no ambiente da manutenção

Para Milton Augusto Galvão Zen, gerente de estamparia da Daimler Chrysler do Brasil, o seminário está se tornando um marco no ambiente da manutenção. “Sendo realizado anualmente e de forma gratuita, tem divulgado amplamente as diversas funções da manutenção e a importância da mesma diante da competitividade necessária a ser alcançada pelas empresas. Tenho certeza de que a Datastream está colaborando muito para o desenvolvimento desta atividade”, comentou Zen.


O Prof. Dr. Lourival Tavares, presidente do COPIMAN – Comitê Panamericano de Engenharia da Manutenção, que já participou das edições anteriores, acredita que o sucesso do fórum deve-se a diversidade de temas e o nível dos trabalhos apresentados. Maurício Coronado, diretor da GYR, completa que só a troca de experiências promove o desenvolvimento do setor. Segundo Cláudio Umaschi, diretor regional da Datastream Systems Brasil, o objetivo do fórum é promover discussões e debates em cima das idéias apresentadas. “Todo ano nos preocupamos em trazer os melhores palestrantes e mestres da área de tecnologia e manutenção. Nossa intenção é proporcionar um espaço para troca de idéias e mostrar aos participantes quais são as tendências tecnológicas do setor”, comentou.