O paradoxo da excelência nos negócios

0
1


Certa vez, o famoso físico Albert Einstein disse: “Procure ser um homem de valor, em vez de procurar ser um homem de sucesso”. Trata-se de um conselho muito valioso, principalmente para aquelas pessoas que se encontram em uma incessante busca pela excelência. Em muitas ocasiões, o empenho sequer é notado, pois os esforços são cada vez mais vistos como algo corriqueiro e, conseqüentemente, o desempenho passa a ser desvalorizado.

O mesmo pode ocorrer com as empresas. Muitas delas percebem que um aumento significativo no desempenho não se traduz em maior percepção de valor. Na realidade, ele apenas eleva as expectativas do cliente, fazendo com que este encare o novo e aprimorado desempenho como algo normal. E essas expectativas são muito difíceis de manter. Esse fenômeno é conhecido como paradoxo da excelência: quanto melhor você faz o seu trabalho, mais seus resultados se tornam invisíveis.

Para compreender esse dilema, David Mosby e Michael Weissman, autores de “O Paradoxo da Excelência”, lançado pela Editora Campus/Elsevier, utilizam uma história baseada em fatos reais, com personagens com os quais nos identificamos facilmente. O livro ilustra o paradoxo, mostrando as causas e sintomas, e dá orientação para que as empresas possam superá-lo.

Para vencer o paradoxo da excelência, primeiro é preciso identificá-lo. Para isso, Mosby e Weissman elaboraram uma ferramenta de auto-avaliação, que ajuda a descobrir se a empresa está sendo afetada. O livro ainda sugere modelos passo a passo para criar e manter a lealdade absoluta do cliente e o valor da marca, conquistando assim um sucesso duradouro.

Ficha Técnica
Título: O Paradoxo da Excelência
Autores: David Mosby e Michael Weissman
Editora: Campus/Elsevier
Páginas: 160
Preço: R$ 37,00