O que deve ser feito para Black Friday?

0
10
Autor: Renato Morsch
Neste ponto, a maior parte do seu planejamento para a Black Friday já está provavelmente pronta, mas você ainda pode fazer alguns check-ups para se certificar de que seus e-mails para a data irão dar bons resultados. De acordo com a Federação Nacional de Varejo dos Estados Unidos, os gastos com a temporada de festas no país, em 2015, serão comparáveis àqueles de 2014. Enquanto as vendas no varejo devem crescer 3,7% e os consumidores pretendem gastar em torno de US$ 805 em mercadorias. Nesta temporada, quase a metade das compras será realizada online. 
No Brasil, esta também é a época do ano em que os varejistas vendem um enorme volume de mercadorias, nas lojas físicas ou online. E as compras feitas virtualmente têm ganhado espaço. Então, certifique-se de que seus e-mails são fáceis de ler e de serem usados para compras a partir de qualquer dispositivo. Use as dicas abaixo para uma checada final na sua estratégia de e-mails da temporada de festas. Obtenha seu calendário para e-mail marketing para feriados de 2015, para ter ainda mais estatísticas e orientações. 
– Apele para a impaciência: nos e-mails de Black Friday, lembre seus clientes de que eles não têm de ficar na fila em uma loja para comprar de você. Especialmente no Brasil, a data não está relacionada às longas filas, embora algumas empresas invistam nesse tipo de buzz. Aqui, talvez o e-commerce seja ainda mais importante do que as compras na loja física. E a ascensão do e-mail em dispositivos móveis tornou fundamental engajar os assinantes para esse tipo de compra.
– Transmita uma sensação de urgência nos seus e-mails: lembre os assinantes de que há um tempo limitado para receber certos descontos e produtos. Os cronômetros de contagem regressiva (mostrando a passagem dos dias ou a pequena quantidade de unidades de um produto que ainda resta) são ferramentas eficazes no final de novembro.
– Não incomode as pessoas com coisas que elas não poderão ter: comprar presentes para amigos próximos e membros da família pode ter um elemento emocional – as pessoas podem sentir fortemente que apenas um item é verdadeiramente o presente perfeito. Tenha um plano de contingência se os itens começarem a se esgotar ou se houver problemas com o transporte. Por exemplo, não apresente em um e-mail um item como seu produto de principal faturamento se ele já estiver esgotado e não fale de “envio gratuito em dois dias” se isso não for mais viável.
– Capitalize em cima das tendências: tente entender quais são os produtos que as pessoas mais desejam comprar neste final de ano. Cada temporada de festas tem seus favoritos. Nos anos passados foi a vez de mercadorias como home theaters, fones de ouvido sem fio e smartphones 4g. Neste ano, a crise talvez faça as pessoas escolherem produtos mais baratos, como calçados, roupas e brinquedos simples de personagens de filmes que irão estrear e breve. Desse modo, diga em seus e-mails quais produtos são as tendências da temporada e têm melhor avaliação, são os mais populares entre consumidores similares ou os que estão prestes e se esgotar.
– Confira regularmente os dados do e-mail, e-commerce e site: nos EUA, os varejistas fazem de 20% a 40% das suas vendas anuais em novembro e dezembro. Você está no caminho certo para fazer isso acontecer? Reúna-se regularmente ao longo de novembro e dezembro com sua equipe para verificar os números constantemente, garantir que os e-mails serão abertos e os carrinhos de compras serão preenchidos. Por exemplo, imagine que um e-mail recente tinha uma taxa de conversão estranhamente baixa. Houve um problema com um link do site? Investigue qualquer coisa incomum imediatamente.
– Explique claramente os deadlines de envio dos produtos: em um nível prático, garanta que todas as mensagens estejam alinhadas com o status atual do envio das mercadorias. Seu deadline para enviar um produto – seja na “entrega padrão” ou na “entrega expressa” – deve ser entendido claramente pelo consumidor. Alinhe internamente essa questão com os departamentos da empresa, para ter certeza de que vocês irão enviar a mensagem correta.
– Seja rápido: já se investiu um bom tempo e trabalho para fazer com que os e-mails da temporada de festas se destaquem – e agora é hora de permanecer flexível e ajustar quaisquer elementos que não estejam funcionando. Você poderá descobrir que um produto inesperado se tornou sua mercadoria mais popular ou que uma determinada oferta de e-mail simplesmente não está se conectando com os clientes. Deixe espaço em sua estratégia de e-mail para permitir que os dados sejam guia para alterações de última hora.
– Crie seu e-mail de saudações das festas de fim de ano: qualquer que seja a frase que você decidir usar (“Feliz Ano Novo”, “Boas Festas”, “Feliz Natal” ou outra coisa), crie o e-mail de votos que você vai enviar aos assinantes no final de dezembro. Como sempre, a linguagem escolhida nas mensagens deve se adequar à sua marca e público. Não adianta escrever de modo excessivamente polido se você vende skates, ou usar uma linguagem descontraída demais se você comercializa bolsas de luxo.
E aí, você já está sentindo que as festas chegaram?
Renato Morsch é head de enterprise sales LATAM na Salesforce