O que querem os usuários do Facebook?

0
2



Para compreender de forma mais ampla e com critérios técnicos o comportamento do usuário e sua relação com as marcas no ambiente do Facebook, a consultoria de inteligência digital, Gauge, acaba de concluir uma pesquisa inédita no País, realizada a partir de métodos quantitativos e qualitativos, que levou aproximadamente um ano para ser realizado, abordando diferentes segmentos de consumo: cervejas, destilados, bebidas não alcoólicas, bancos e carros.
“O Facebook se consolidou no País e tornou-se uma das mídias que mais trazem resultados para as marcas. No Brasil, 82 milhões de usuários estão conectados à internet, sendo que 51 milhões acessam o Facebook. As empresas, no entanto, ainda têm um longo caminho a percorrer para que a comunicação nas redes sociais se torne, de fato, eficiente”, explica o diretor-executivo da Gauge, Dante Calligaris.
Com o objetivo de entender como as pessoas utilizam o Facebook e como elas se relacionam com as marcas, a pesquisa da Gauge contou com a participação de usuários com idades e perfis diversos, além de observação de marcas de diferentes segmentos e com grande número de fãs. Outro ponto importante da metodologia foi a utilização de softwares de mapeamentos, a partir de estudos estatísticos, que possibilitou à pesquisa fornecer um panorama fiel do comportamento do brasileiro no Facebook.
O resultado obtido a partir das metodologias e da realização do estudo formou cinco Reports – ferramentas que fornecem informações para as marcas que desejam trabalhar seus canais de forma eficiente e funcional para seus usuários. Isto é, eles fornecem os dados necessários para que uma marca atinja diretamente o seu público no Facebook.                                                                                        

 

Os cinco Reports:
Report1 – Culturas de Utilização: definidas de acordo com padrões comportamentais, as culturas de utilização funcionam como instrumentos para entender a relação que os usuários têm com o Facebook, permitindo a adaptação da presença de uma marca de acordo com o anseio do seu público-alvo.
Report2 – Perfis de Usuários: por meio de uma metodologia tornou-se possível identificar e qualificar o comportamento dos usuários, além de analisar suas principais práticas dentro do Facebook, com a finalidade de entender quais conteúdos os usuários costumam curtir, compartilhar e também publicar em suas páginas pessoais..
Report3 – Manual de Conteúdos: ao fazer uma análise dos conteúdos das páginas, tornou-se viável elencar todos os tipos de postagens realizadas por marcas e relacionar quais postagens são mais apropriadas para cada Perfil de usuário e Cultura de utilização, criando um Manual de Conteúdos.
Report4 – Análise de Segmentos: a partir de uma análise de segmentos são levantados findings importantes para cada área de atuação, a fim de mostrar os aprendizados na prática.
Report5 – Matriz de Curtidores: a Matriz de Curtidores mostra como é o processo que leva o usuário a curtir uma página e com a determinação dos tipos de curtidores, o caminho fica aberto para que uma marca possa avaliar quais os tipos que possui em sua página e, assim, entender o que fazer para tornar seus usuários mais fiéis.

Resultados
O estudo, por meio dos cinco reports, mostrou diferntes resultados, alguns dos quais merecem destque:
 As mulheres dominam as interações com as empresas e publicam 40% a mais do que os homens;
74% dos usuários curtem apenas páginas de produtos que consomem no dia a dia;
O público acima de 26 anos é o mais fiel e está em busca de informação: 36% deles buscam páginas que tenham ligação com sua profissão ou estudo;
36% dos jovens entre 18 e 25 anos não têm critério para curtir uma página.