O que um bom profissional precisa ter

0
3



Atualmente, as empresas têm dado crescente atenção a características pessoais dos profissionais, como por exemplo, a capacidade de liderar, pelo fato de que atualmente o ambiente de negócios está passando por uma rápida transformação. Mas isso não significa, porém, que o domínio técnico tenha sido deixado de lado. É o que revela pesquisa feita pela DM-Recursos Humanos, com 76 altos executivos de 33 empresas de grande porte e de diferentes setores, revela quais são os conhecimentos técnicos mais importantes e imprescindíveis aos profissionais.


As cinco habilidades comportamentais mais valorizadas pelas empresas são liderança, trabalho em equipe, comunicação/relacionamento interpessoal, iniciativa/próatividade e foco em resultados. Porém, o estudo confirma uma realidade nada animadora para as empresas e no mínimo desafiadora aos profissionais, ou seja, algumas das habilidades acima e outras tão importantes como o domínio de idiomas, não são encontradas com facilidade nos candidatos que participam dos processos seletivos, fazendo com que aqueles que possuem essas características, se diferenciem do grupo na hora de escolher quem vai preencher a posição tão disputada.


A pesquisa esclarece também que “conhecimentos financeiros” são exigidos em todas as áreas, inclusive naquelas que aparentemente não possuem ligação direta com a área financeira da organização. “Em marketing, por exemplo, é preciso lidar bem com custos e investimentos, dominando análises financeiras”, afirma Sonia González, gerente da divisão Executivos da DM Recursos Humanos, responsável pela pesquisa.


A pesquisa mostrou também quais os cursos de Graduação que são mais valorizados pelas empresas. Dentre os cinco mais votados estão: administração de empresas, seguido de engenharia, economia, ciências contábeis e medicina. Já na área de pós-graduação/MBA os cinco mais valorizados são: marketing, gestão empresarial, gestão de projetos, finanças e administração, nessa ordem.