O setor bancário em números

0
0



A Febraban – Federação Brasileira de Bancos publicou a nova edição de sua pesquisa anual “O Setor Bancário em Números”, principal instrumento para ser analisado no Ciab Febraban, de 17 a 19 de junho, em São Paulo. O levantamento revela hábitos de consumo do brasileiro em relação aos bancos tais como: a grande utilização de caixas eletrônicos; o enorme número de transações realizadas pela Internet; o crescimento dos correspondentes não bancários; o decréscimo do uso dos cheques.

 

A pesquisa mostra que os ATMs (caixas eletrônicos) continuam sendo os campeões de transações bancárias, sendo responsáveis por mais de 30% de todas as operações. Em função dessa grande importância, a quantidade de transações cresce em ritmo muito maior do que todos as outras variáveis (no total, são cerca de 70). O número de equipamentos universais, capazes de atender Pessoas Com Deficiência (PCDs), aliás, é um dos que mais vem aumentando. De 2007 para 2008, a quantidade de equipamentos registrou um aumento de 107,8%, totalizando 35 mil máquinas no ano passado.

 

Comparando-se o total de contas de Internet Banking com o número de usuários de Internet (calculado pelo Ibope Net/Ratings), a conclusão é de que quase dois terços dos usuários da rede já utilizam os serviços bancários on-line. Isso mostra confiança alta da população no Canal Internet Banking. Reforçada pela evolução não apenas das contas Internet, mas na quantidade de transações feitas por Internet que chegaram a 18,1% de todas as transações feitas no Brasil. Ao mesmo tempo, o uso de cheques continua com sua trajetória descendente. Esse instrumento abriu a década de 2000 registrando a emissão de 2.638 milhões de cheques compensados no ano. Em 2008, foram compensados 1.396 milhões, em decréscimo constante.