Oi ultrapassa 60 milhões de clientes

0
0



A Oi anunciou que ultrapassou a marca de 60 milhões de clientes no terceiro trimestre deste ano. A companhia registrou a entrada de 7,5 milhões de novos usuários no período de 12 meses encerrado no fim de setembro, ampliando a base para cerca de 60,5 milhões de clientes, crescimento de 14,2% em relação à base pro forma de setembro de 2008. Desse total, 21,4 milhões estavam em telefonia fixa, 34,8 milhões em telefonia móvel e 4,1 milhões em banda larga fixa. Os números estão consolidados com os da Brasil Telecom, adquirida em janeiro de 2009.

 

A telefonia móvel e a banda larga continuam sendo as principais alavancas de crescimento, representando 64,4% das unidades geradoras de receita, devido principalmente ao bom desempenho das operações em São Paulo, onde a Oi estreou em outubro do ano passado e já supera 10% de participação de mercado, chegando a quase 4,5 milhões de clientes. “Desde setembro do ano passado, acrescentamos quase oito milhões de clientes à base do Oi Móvel mantendo o foco na rentabilidade. Isso nos permitiu obter resultado positivo no trimestre mantendo um padrão elevado de investimentos tanto na banda larga como na telefonia móvel”, diz Alex Zornig, diretor de Finanças e Relações com Investidores da Oi.

 

De janeiro a setembro deste ano, a Oi obteve receita bruta de R$ 34 bilhões, 4,7% acima à de igual período do ano passado. Nos nove primeiros meses, o Ebitda recorrente (lucro antes de despesas financeiras, impostos, depreciações e amortizações) totalizou R$ 7,5 bilhões. No terceiro trimestre, o Ebitda consolidado recorrente chegou a R$ 2,6 bilhões, com margem recorrente de 35,1%. A Oi registrou no terceiro trimestre deste ano lucro líquido de R$ 64 milhões. No acumulado de nove meses, o resultado líquido ainda está impactado por distorções fiscais temporárias em razão da amortização do ágio relativo à aquisição do controle acionário da Brasil Telecom, bem como das operações em São Paulo.

 

No terceiro trimestre de 2009, a Oi investiu R$ 1,3 bilhão, 43,1% superior do que no trimestre anterior – sendo 54% na telefonia fixa, principalmente nos serviços de banda larga, e 46% para a telefonia móvel, voltados para expansão e qualidade da rede. O investimento acumulado até setembro foi de R$ 3,2 bilhões. Os investimentos na telefonia fixa foram 53,3% superiores ao total registrado no trimestre anterior, basicamente em função dos maiores investimentos nos serviços de banda larga, principalmente, na expansão de cobertura e na ampliação da capacidade da plataforma.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorERP com mensalidade
Próximo artigoFesta de premiação