Oracle promove semana de voluntariado

0
5


A Oracle promove, hoje (22/09), a sétima edição da campanha mundial Global Volunteer Days, em que os funcionários dedicam voluntariamente um dia de trabalho em prol da responsabilidade social. Neste ano, os colaboradores da filial São Paulo serão dispensados do trabalho para participar de uma série de atividades de apoio à instituição Gotas de Flor com Amor, que cuida de crianças e jovens, no bairro do Brooklin, em São Paulo. A empresa fornecerá transporte gratuito para que os funcionários participem da iniciativa.

Eles poderão participar de várias ações programadas, entre elas, serviços de manutenção do abrigo, como pintura e jardinagem, além de atividades recreativas com as crianças, sessões de fotos e palestras para os adolescentes. Além disso, Alberto Brisola, diretor de RH da Oracle do Brasil, dará dicas para que os jovens possam conquistar o primeiro emprego. A iniciativa envolve também a doação de brinquedos, roupas, livros, alimentos não perecíveis e produtos de higiene e limpeza recolhidos pela equipe Oracle.

Já no dia 20 de setembro, os colaboradores tiveram a oportunidade de participar de outra atividade especial: a doação de sangue para o Hospital Santa Catarina, pelo terceiro ano consecutivo. “Ao estimular a solidariedade na realização de projetos de responsabilidade social, acreditamos que a empresa favorece o clima interno e promove a integração de seus colaboradores”, afirma Alberto.

O Global Volunteer Days é uma iniciativa da empresa em todo o mundo, com vários tipos de ações sociais que vão desde o auxílio a idosos e crianças carentes até projetos voltados para a inclusão digital. Neste ano, a campanha tem sido realizada desde o dia 16 de setembro e será finalizada no dia 30 deste mês, com a adesão de mais de 30 países e a realização de várias atividades programadas por cada subsidiária. “A cada ano, registramos um índice crescente de adesão dos funcionários da Oracle nessas atividades. Participar de ações sociais é também uma forma importante de se exercer a cidadania”, diz Alberto.