Os influentes no Twitter

0
16
O estudo Global B-M “Twitter Influence”, pesquisa mundial da Burson-Marsteller, constatou que os usuários do Twitter que seguem as 100 maiores empresas do mundo são mais conectados e influentes. Foi identificado que esses usuários têm, em média, 735 conexões em seus canais de mídias sociais, contra 300 da média geral. Os dados também apontaram que 68% dos seguidores das grandes empresas são homens e 44% têm entre 23 e 35 anos.
As 100 empresas pesquisadas foram divididas em sete indústrias: automotiva, energia, financeira, saúde, varejo, tecnologia e telecomunicações, para determinar o perfil dos grupos interessados em cada um desses setores. Seguidores de empresas dos segmentos automotivo e de tecnologia são os grupos mais influentes da rede social, com alcance 1.364 e 1.239 vezes maior do que a média dos usuários, respectivamente.
 “Esse estudo lança um olhar sobre as audiências de cada segmento, permitindo o desenvolvimento de estratégias de engajamento mais eficientes. É fundamental conhecer sua plataforma de seguidores para estabelecer diálogo”, afirma Rogério Gonçalves, estrategista de mídias digitais da Burson-Marsteller Brasil.