Ouvidorias da Polícia lançam campanha

0
1



No próximo dia 19 (segunda-feira) de novembro será lançada a campanha radiofônica “Conte para a Ouvidoria, nós contamos com você”. A campanha foi planejada por solicitação da Secretaria Nacional de Direitos Humanos da Presidência da República e União Européia, com o objetivo de divulgar o trabalho e os objetivos das Ouvidorias e está inserida no Programa Institucional de Apoio as Ouvidorias de Polícia e Policiamento Comunitário, da Secretaria Nacional de Direitos Humanos. A Ong Oboré, de São Paulo, é a responsável por sua execução em 14 estados brasileiros, onde já funcionam Ouvidorias de Polícia.


Pelo projeto, são produzidos material radiofônico, cartilhas educativas e ainda realizados encontros com comunicadores nos estados que já possuem Ouvidorias de Polícia – Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, São Paulo e Santa Catarina.


O ouvidor de Polícia de Mato Grosso, Auremárcio José Tenório de Carvalho explicou que a campanha faz parte de um projeto de fortalecimento das Ouvidorias de Polícia, visando à construção de uma cidadania participativa. “Por meio da campanha queremos implementar ações a serem desenvolvidas através do rádio, de apoio, divulgação e popularização do trabalho das Ouvidorias”, disse. “A campanha também incentiva a adoção, pelas forças policiais, de uma postura mais democrática”, salientou Auremárcio Carvalho.


O material radiofônico é distribuído em formato CD às emissoras e radialistas que aderirem à proposta de abrir espaço em suas programações e em seus programas para a divulgação do trabalho realizado pelas Ouvidorias de Polícia. São 70 spots informativos com mensagens de estímulo à participação da população, destacando temas como o trabalho da Ouvidoria, situações para denúncias, acompanhamento das denúncias e o seu sigilo, além de spots cantados com versões em vários ritmos. Constam, ainda, do CD duas faixas exclusivas, gravadas por Rogério Sotilli, secretário-adjunto da Secretaria Especial de Direitos Humanos (SEDH) e pelo Ouvidor-Geral, Adão Paiani, com informações detalhadas sobre o funcionamento do órgão e as formas de contato direto.