Panorama eletrônico

0
3



O Centro de Tecnologia da Informação Aplicada da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas (FGV-EAESP),  GVcia, divulgou ontem (26/05), os resultados da 11ª pesquisa de comércio eletrônico no mercado brasileiro e da 20° pesquisa anual do uso de informática, a qual indicou que hoje existem 60 milhões de computadores em uso no país, o equivalente a 3 computadores por habitante. A estimativa é que o número dobre atingindo 120 milhões em 2012. “As empresas investem 6% da receita líquida em TI, o valor dobrou nos últimos 12 anos, apresentando aumento de 8% ao ano”, conta Fernando S. Meirelles, professor titular e fundador do GVcia.

 

O estudo sobre o uso da informática também indicou o market share dos sistemas operacionais nos servidores, que é dominado pelo crescimento constante do Windows, que em 1996 contava com aproximadamente 38% de participação do mercado e hoje atingiu o patamar de 66%. Em seguida aparece Linux com 20%,  os servidores Unix, como Aix e HP-UX, com 12% e outros móveis com 2%. Entre os navegadores, a maior fatia do bolo ainda fica por conta do Microsoft Explorer, com 91% de participação.

 

Já o estudo sobre comércio eletrônico indicou que a maior preocupação das empresas é em relação ao relacionamento com os clientes. Em uma escala de 1 a 5, o número de empresas que investem em alguma ação na Internet voltado para os clientes é de 4,75. Logo em seguida aparece a privacidade e segurança, que na mesma escala, se destaca com 4,61. “As empresas perceberam que se não passassem segurança ao consumidor na hora de utilizar o e-commerce, isso poderia restringir o crescimento das vendas”, comenta Alberto Luiz Albertin, professor e coordenador do GVcia.