Percepção das marcas

0
14


O Com:Atitude chega a sua terceira edição como um fórum de referência no campo da comunicação institucional e mercadológica, feita por meio de patrocínios e investimentos sociais, culturais, ambientais e esportivos. Realizado pela Articultura e pelo Meio & Mensagem, o evento trouxe esse ano um estudo inédito sobre a percepção das atitudes das marcas pelas classes C/D, realizado pela Ipsos-Opinion, revelando a relação destes consumidores com as ações de patrocínio e investimento social, cultural, ambiental e esportivo das empresas.

A pesquisa, apresentada no primeiro painel do evento, ontem, entrevistou 600 pessoas em cinco cidades brasileiras: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre e Recife. Para 72% dos entrevistados, o principal interesse das empresas que promovem ações sociais, culturais, ambientais e esportivas, é divulgar sua marca.

A pesquisa revela também que 73% dos consumidores das classes de baixa renda enxergam benefícios coletivos na atitude social dessas empresas. “Isso revela a maturidade desse público”, afirma Yacoff Sarkovas, presidente da Articultura. Para 64% dos entrevistados, a ação de patrocínio esportivo é mais facilmente identificada; enquanto que para 36% há uma maior percepção em relação ao patrocínio a projetos culturais. Apesar da percepção ser maior em relação a atividades esportivas, 63% dos entrevistados julgam serem mais importantes projetos de preservação ambiental, seguido pelos patrocínios sociais, 57%; culturais, 48%; e esportivos, 31%.