Perdigão adere ao Novo Mercado da Bovespa

0
2


A Perdigão anunciou, após aprovação do Conselho de Administração, a adesão ao Novo Mercado da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), um conjunto de regras societárias reconhecidas como boas práticas de governança corporativa. Com isso, a empresa converterá as ações preferenciais em ordinárias, buscando uma maior transparência e liquidez para acionistas e investidores, além de criar bases para o crescimento e sustentação dos negócios.

Com a nova estrutura de capital, a Perdigão passará a ter controle difuso, em vez de controle único, na linha adotada com sucesso por grandes corporações internacionais. O novo modelo faz parte de um moderno projeto dos fundos de pensão, que constituem o bloco de acionistas majoritários, para garantir a melhores resultados para os acionistas minoritários, além de contribuir para fortalecer o mercado de capitais. Para os investidores, incluindo os internacionais, o Novo Mercado representa uma oportunidade diferenciada, já que serão negociadas apenas ações com direitos igualitários.

A Perdigão também anunciou que adotará um mecanismo para evitar a concentração acionária a partir da adesão ao segmento. Se um acionista ou grupo de acionistas passar a controlar um volume de ações superior a 20% do total deverá realizar uma oferta pública de aquisição (OPA). Feito isso, cada ação comprada dará ao titular uma remuneração adicional de 35% sobre o valor médio da cotação dos 90 dias anteriores à realização da oferta. O preço da oferta também poderá ter como base o valor econômico apurado no laudo de avaliação ou, ainda, 135% do preço de emissão das ações em aumentos de capitais nos últimos 24 meses, aquele que representar maior valor.