Pesquisa mostra que empresas desprezam ações de e-learning

0
1

Pesquisa realizada pela Boucinhas & Campos Consultores entre empresários de todo o Brasil mostra que nenhuma das empresas utilizam seus sites para desenvolver ações educacionais para os funcionários e colaboradores (e-learning). Para a maioria delas, 58%, os sites servem apenas para divulgar informações da empresa. Outros 12% desenvolvem transações comerciais junto aos fornecedores (e-procurement) e 9% realizam transações comerciais junto ao consumidor final (B2C). As empresas que não possuem site somam 21% dos entrevistados.

Foram ouvidos 223 empresários de todo o país, sendo 71% da indústria, 13% do comércio e 16% do setor de serviços. Em relação ao faturamento anual, 21% faturam até US$ 10 milhões; 42% entre US$ 10 milhões e US$ 50 milhões; 20% entre US$ 50 milhões e US$ 200 milhões e 17% apresentam faturamento anual superior a US$ 200 milhões. Quanto ao número de funcionários, 16% possuem até 100 empregados; 39% entre 101 e 500; 17% entre 501 a 1000; 15% entre 1001 a 2000 e 13% possuem mais de 2001 trabalhadores.