O canal para quem respira cliente.

Poder de compra

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

De dezembro de 2002 a fevereiro de 2005, 8,9 milhões de brasileiros antes alijados do mercado consumidor adquiriram capacidade de compra, utilizando um ou mais meios de pagamento (dinheiro, cheque, carnê, cartão de débito e de crédito). É o que demonstra o DPC (Dimensionador do Poder de Compra), índice lançado pela empresa Cheque-pre.com.
O presidente da Cheque-pre.com, o economista Ivo Barbiero, salientou que, dentre os 180 milhões de brasileiros, 126,6 milhões (70,3%) têm algum poder de consumo, advindo de rendimento de trabalho. A pesquisa da empresa considera na formatação desse perfil de consumidores os brasileiros acima de 10 anos que trabalham ou, no caso das crianças, que usufruem da capacidade de compra da família.
Com renda de até um salário mínimo, a Cheque-pre.com identificou 40,4 milhões de pessoas, o equivalente a 22,4% da população brasileira. Entre um e dois salários mínimos, são 37,8 milhões de indivíduos, ou 21% dos habitantes. Entre dois e cinco salários mínimos, há 33,7 milhões de pessoas (18,7% do total). De cinco a 10, 8,9 milhões (4,9%). Acima de 10 salários mínimos, existem 5,8 milhões de brasileiros, representando apenas 3,3% da população. Em outro recorte do estudo, a Cheque-pre.com demonstra haver 48,4 milhões de pessoas, ou 26,9% da população, com poder de compra acima de 200 dólares por mês.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima