Poder dos viajantes latino-americanos

0
2
Apenas em 2014, 72% das agências de turismo da América Latina citaram um crescimento de dois dígitos em seus negócios no segmento de luxo, representando um aumento da demanda, conforme aponta o “Highlighting the Power of Latin American luxury travelers” (“Destacando o poder dos viajantes latino-americanos de luxo”), pesquisa realizada pela International Luxury Travel Market (ILTM), representada no Brasil pela feira Travelweek, e Travesias Media. A duração desses roteiros também cresceu de 10 para 20 dias.
Os latino-americanos também estão realizando múltiplas viagens por ano: 75% fazem de 3 a 5 viagens e 23% gastam mais US$ 11.000 por roteiro. “Há muita especulação sobre os hábitos nesse nicho na América Latina. Sempre foi claro que esses viajantes gastam muito, mas essa pesquisa agora revela muitos detalhes não apenas sobre o poder de consumo, mas reafirma tendências como o crescente interesse em longos percursos, cruzeiros e em lazeres de alto padrão”, comenta Alison Gilmore, diretora do portfólio da ILTM.
As famílias ainda definem cada vez mais o perfil de viagens da região, sendo cerca de 89%. A Tailândia aparece não apenas como um dos melhores destinos em vendas para a América Latina, mas também como um dos países com maior crescimento entre os viajantes de alto padrão. Estados Unidos, Europa, incluindo o Reino Unido, Itália, França, e África do Sul são mencionados também como os destinos mais populares e em crescimento, ao lado de novas opções na Ásia: China, Japão, Vietnã e Índia. Francesco Galli, da companhia Aqua Expeditions, adiciona: “nós estamos vendo números crescentes de viajantes de alto padrão da América Central e do Sul e parece que esses índices podem aumentar ainda mais. Essas pessoas apreciam roteiros feitos sob medida compartilhados com os amigos e familiares – um cruzeiro exclusivo e intimista preenche todos esses requisites para os latino-americanos.”
Ao todo, 90 proprietários e gerentes de agências de viagens de oito países (Argentina, Chile, Brasil, México, Porto Rico, Venezuela, Colômbia e Peru) responderam ao levantamento “Destacando o poder dos viajantes latino-americanos de luxo”. “Nós estamos muito satisfeitos de termos coletado informações das agências locais. Nós esperamos que o estudo se torne uma importante fonte de informação para qualquer pessoa interessada em entender a dinâmica de viagens dessa região complexa nos próximos anos”, conclui Gilmore.