Por dentro da conectividade

0
0
Visto como um contraponto ao uso da publicidade tradicional, o marketing de conteúdo apresenta importantes benefícios como estratégica de comunicação, entre eles geração de lead qualificado e confiança do consumidor. Nas empresas, 79% do material produzido nesta modalidade é distribuído via redes sociais, sendo o Twitter maior representante, com 55%. Logo atrás ficam Facebook, com 54%; LinkedIn, tendo 51%; e YouTube, 38%, de acordo com levantamento da Marketo.
Além delas, outras variantes on-line de compartilhamento estão, como as newsletters digitais (61%), blogs (51%), webcasts (42%), microsites (30%), revistas virtuais (15%), internet mobile (11%), conferências virtuais (11%) e ebooks (9%). Para Gabriel Borges, CEO da Ampfy, o uso massivo de redes sociais ocorre pela abrangência de públicos, além da oportunidade de conversar diretamente com o consumidor. “Bilhões de pessoas ao redor do mundo utilizam ao menos Facebook, Twitter ou LinkedIn. Falar diretamente com eles é mais fácil, e mais barato, que trabalhar com o disparo de newsletter, ou criação de peças diferenciadas, como revistas digitais ou plataformas móveis”, explica o executivo.
Perguntados sobre os maiores desafios do marketing de conteúdo atualmente, a produção de material que gere engajamento aparece como principal ponto, com 36%. Logo atrás surge a adequação à demanda, com 21%; orçamento restrito, com 20%; falta de apoio dos níveis diretorais, com 11%; e variedade de conteúdo, com 9%. 
Analisadas as previsões de orçamento para os próximos 12 meses, 51% estimam aumentar seu valor para a criação de conteúdo, enquanto 45% pretendem manter o mesmo percentual, e 2% imaginam diminuir a quantia investida. Borges afirma que o crescimento do dinheiro alocado para esta variação de marketing está diretamente ligado aos resultados obtidos. “Por não se tratar de uma publicidade tradicional, o consumidor acaba se envolvendo mais com o conteúdo, gerando engajamento e, mais importante, lead qualificado”, conclui.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCrescem as vendas do varejo
Próximo artigoAs melhores do ano