Pré-datados para 90 e 120 dias cresce em 2005

0
1


Estudo recente da Telecheque, empresa de concessão de crédito no varejo, mostra crescimento de 16,24% no uso de cheques pré-datados para 90 dias nos últimos noves meses. De acordo com o levantamento, entre janeiro e setembro deste ano o volume financeiro dos cheques para compensação em três meses representou 7,44% do total, enquanto no mesmo período do ano passado foi de 6,40%.

Embora represente apenas 1,97% do total de transações com cheques entre janeiro e setembro de 2005, o uso de pré-datados para 120 dias também apresentou crescimento. O aumento foi de 61,55% em comparação com a média registrada entre janeiro e setembro de 2004, de 1,22%.

“Com o alto endividamento dos consumidores e as altas taxas de juros, a solução encontrada pelos lojistas para alavancar as vendas tem sido o alongamento dos prazos de pagamento, mesmo que o índice de inadimplência se torne maior, como temos percebido neste ano”, afirma o vice-presidente da Telecheque, José Antônio Praxedes Neto.

Segundo o estudo, o maior volume financeiro transacionado com cheques ainda se concentra na modalidade de crédito para 30 dias. Esse tipo de transação representou 36,77% do total de pagamentos com cheques no período. No entanto, houve queda de 4,78% frente ao mesmo período do ano passado, quando as transações para 30 dias representaram 38,61% do total. Os pagamentos para 60 dias, a segunda forma de crédito mais usada nos pagamentos com cheques, tiveram pequeno aumento, de 1,65%. Entre janeiro e setembro deste ano eles responderam por 21,72% do total das transações com cheques e no mesmo período de 2004 por 21,37%.

As transações com cheques pré-datados, no geral, chegaram a representar 67,98% do total financeiro pago com cheques, mas esse índice médio permaneceu em um patamar estável, considerando a média registrada nos noves meses de 2004, de 67,61%. A variação foi de apenas 0,55%.