Predicta cresce 47% em 2007

0
5



A Predicta, consultoria especializada no gerenciamento e otimização de estratégias de marketing digital, contabiliza crescimento de 47% no faturamento de 2007. A marca alcançada é fruto do crescimento da área de consultoria, que registrou aumento de 100% na demanda, e também das mais de 1.700 campanhas on-line que foram veiculadas e avaliadas pela empresa.


Outro dado positivo é o aumento de 125% no volume das peças publicitárias gerenciadas (banners, pop-ups etc), que totalizaram mais de 20 mil unidades, expostas 14 bilhões de vezes. Dividindo o número de exposições pelos 365 dias do ano, as campanhas gerenciadas pela Predicta foram expostas 39 milhões de vezes ao dia, em média.


“O gerenciamento dessa massa crítica nos deixa em posição privilegiada para fazer uma análise muito qualificada das campanhas e nos dá um diferencial exclusivo, que nos permite atuar como consultoria no mercado de marketing digital, agregando inteligência ao processo”, explica Marcelo Marzola, diretor geral da Predicta. “Trabalhamos ombro a ombro com nossos clientes, definindo as melhores estratégias, objetivos e resultados, contribuindo incisivamente para a otimização dos investimentos em comunicação on-line”, complementa.


Mercado aquecido – Segundo estudos da consultoria Delloitte, a publicidade na Internet deve atingir US$ 41,6 bilhões no mundo este ano, o que representa um crescimento de 23% no setor. Só no Brasil o crescimento em 2007 foi de 30%, segundo a Interactive Advertising Bureau (IAB). A movimentação positiva do mercado já é visível na Predicta, que traçou planos ambiciosos: a empresa quer crescer mais 40% e ampliar o investimento em áreas que valorizem a experiência do consumidor, acumulando dados que servirão de referência para futuras ações de clientes e prospects.


“Nosso mercado é extremamente dinâmico. Por isso, o grande desafio é estar pronto para absorver as mudanças. Agora, por exemplo, a expansão das redes 3G e a popularização de celulares com acesso à Internet estão impulsionando o acesso à web via celular e o aumento da demanda dos usuários por conteúdos multimídia. A boa nova é que nós estamos prontos para atendê-la”, comemora Marzola. Segundo a consultoria ABI Research o mercado mundial de propaganda em dispositivos móveis deve saltar de US$ 1,8 bilhão em 2007 para US$ 24 bilhões em 2012.