Prevenção de fraudes com cartão de crédito

0
16


A Redecard já está operando com tecnologia inédita para evitar fraudes com cartão de crédito, que permite a confirmação de dados cadastrais do portador via consulta rápida no equipamento POS (ponto de venda). A ferramenta Electronic Referral agiliza a confirmação de dados nas transações com cartão de crédito que são referidas (que exigem um contato do portador com o emissor para a verificação). O estabelecimento recebe no próprio POS as perguntas que devem ser feitas ao portador para verificar dados cadastrais e autorizar a transação, ao invés de entrar em contato, pelo telefone, com a central de atendimento do emissor do cartão.

O Electronic Referral oferece uma solução mais rápida para garantir a transação. “A verificação pelo telefone demora em média 15 minutos, o que pode gerar algum tipo de constrangimento para o portador, levando-o, muitas vezes, a desistir da compra. Com a ferramenta, em alguns segundos os dados do portador são confirmados, proporcionando uma redução considerável no número de fraudes e aumento de faturamento”, explica Fábio Palmeira, vice-presidente de Risco da Redecard. Até três perguntas podem ser feitas ao portador para que a transação seja autorizada. O sistema, no entanto, permite uma gama de cerca de 100 possibilidades de perguntas diferentes que contém informações pessoais, como data de aniversário.

A tecnologia já está sendo usada pelos emissores Itaú, Credicard e Citibank. Desde março, quando iniciou o projeto, a ferramenta é utilizada em várias transações que necessitavam de confirmação de dados cadastrais por parte dos emissores com relação aos portadores de cartão. O objetivo da Redecard é expandir o uso da tecnologia para todos os emissores até o final do ano. A expectativa do mercado é de que cerca de 70% destas transações sejam respondidas com o uso da ferramenta e que 30% não sejam concluídas. Normalmente, esta proporção é inversa – 70% não obtêm sucesso.

Com investimentos de R$ 7 milhões, a solução foi desenvolvida pela Redecard. Após a criação da ferramenta, que levou três meses, foi necessário mais um ano para a atualização do software em todos os estabelecimentos credenciados da empresa no País.