Programa estratégico de gestão de eventos

0
1


O turismo corporativo movimenta no Brasil aproximadamente R$ 10 bilhões anuais, representa 67% do turismo nacional e é o terceiro maior custo das empresas – que geralmente aplicam de R$ 10 milhões a R$ 70 milhões por ano – de acordo com ABGEV (Associação Brasileira de Gestores de Viagens Corporativas). O crescimento do setor fez com que a entidade e a agência de viagens corporativas Alatur editassem a versão nacional do “SMMP – Strategig Meeting Management Program” – original da NBTA (National Business Travel Association), principal entidade norte-americana do setor. O livro está sendo lançado como “PEGE – Programa Estratégico de Gestão de Eventos”.

O objetivo da publicação é auxiliar os profissionais responsáveis por viagens, eventos, reuniões e encontros corporativos na organização e otimização de investimentos. A obra apresenta um amplo cenário da terminologia, definições, ferramentas de análise de custo/benefício e metodologia de melhores práticas do segmento. Nele, os leitores encontrarão informações objetivas sobre a ampla variedade de eventos corporativos de todas as áreas: Vendas, Relações Públicas, Marketing e também de Compras e Finanças com suas especializações (Supply Chain, Procurement, Licitações, entre outras).

A última pesquisa oficial, realizada em 2001 pelo Fórum Brasileiro dos Conventions & Visitors Bureaux em parceria com o Sebrae, revelou que 330 mil eventos foram feitos no país naquele ano. O mesmo estudo apontou a participação de 80 milhões de pessoas ao ano e um mercado que envolve 3 milhões de empregos diretos. Para Ricardo Ferreira, diretor da agência de turismo corporativo Alatur, a ascensão registrada está causando mudanças mundiais no setor, que caminha para a profissionalização. “Cada vez mais indústrias farmacêuticas, automobilísticas, de tecnologia, bancos e outras empresas investem pesado em eventos corporativos como uma das mais eficazes ferramentas de marketing e comunicação”, afirma Ricardo.