Propaganda por geolocalização

0
3



Investidores lançaram esta semana a plataforma web e móvel de geolocalização para busca de ofertas no varejo off-line Guiato. O modelo da plataforma aterrissa no País depois de ter sido lançado com sucesso na Alemanha com a marca kaufDA, na França como Bonial, na Rússia como Lokata e na Espanha como Ofertia. O serviço permite aos consumidores localizarem rapidamente diversas ofertas de produtos em lojas próximas no exato momento em que estão dispostos a fazer compras. O aplicativo, disponível para iPhone, iPad e smartphones com sistema operacional Android, possibilita realizar buscas de produtos específicos, por categoria ou loja, anunciados em folhetos e catálogos promocionais de milhares de varejistas em todo Brasil.

 

A expectativa dos investidores com o lançamento da empresa no Brasil é otimista. “De acordo com sua localização geográfica, os consumidores brasileiros poderão, com poucos cliques, acessar um grande acervo de ofertas, criando assim para os varejistas uma imensa oportunidade para incrementar a distribuição dos seus folhetos e catálogos e, consequentemente, ampliar o fluxo de clientes para dentro de suas lojas. Estamos muito entusiasmados com a oportunidade do mercado brasileiro, já que a economia atravessa um momento muito positivo, o varejo está em franco crescimento e a adoção do  mobile  também  é  impressionante”, assinala Christian Gaiser, fundador da kaufDA e CEO do Bonial International Group.

 

A plataforma funcionara como uma estratégia de marketing para os varejistas, que pagarão pela performance e deixam de precisar da distribuição de papéis de propaganda nas ruas. “Com a Guiato, os consumidores ´puxam´ as ofertas que desejam no momento que estão pesquisando os produtos que desejam adquirir ao invés dos varejistas ´empurrarem´ folhetos que acabam sendo imediatamente descartados. Nossa solução associa o poder da publicidade on-line com a geolocalização em dispositivos móveis ou nos PCs para levar consumidores com um grande potencial de conversão em vendas para dentro das lojas”, pontua o executivo alemão Samuel Artmann, CEO da Guiato.