Qualidade nos relatórios de performance

0
0


Depois de utilizar uma ferramenta de business intelligence instalada diretamente nas máquinas dos usuários, a Cia Brasileira de Petróleo Ipiranga (CBPI) resolveu migrar para uma plataforma que operasse descentralizada, em ambiente totalmente web. “Embora estivessem satisfeitos com a autonomia oferecida, os usuários tinham dificuldades para consolidar os relatórios com o nível de detalhamento desejado”, afirma Ana Lúcia Monteiro, assessora de sistemas gerenciais da organização.

Antes da migração para o ambiente web, os relatórios da empresa eram gerados de forma individualizada e cada área da empresa tinha a responsabilidade de criar os próprios indicadores, disponibilizados em planilhas Excel. A idéia da empresa era acabar com a imensa variedade de conceitos e padronizar a emissão dos relatórios, consolidando as informações em uma base de dados única. Para cumprir este objetivo, a empresa optou pela solução da MicroStrategy. A migração teve início com as áreas contábil e financeira, e em seguida, nos setores de marketing e franquias.

O primeiro passo para a consolidação da nova solução web foi a criação de uma base de dados única, armazenada em um data warehouse que conta hoje com capacidade de 700 gigabytes. Em seguida, a própria plataforma auxiliou a equipe de BI a uniformizar os indicadores para a emissão dos relatórios, facilitando o trabalho dos 400 usuários. O trabalho de geração de relatórios ficou por conta da solução, possibilitando que os usuários se dediquem apenas às questões estratégicas.

A plataforma permitiu também maior rapidez na obtenção de relatórios e análises estratégicas, além de uma melhora na qualidade dos dados. “A tecnologia permitiu que as informações fossem disponibilizadas na primeira hora da manhã, com análises do progresso das vendas geradas de meia em meia hora”, revela a assessora.

Outra dificuldade antes da implementação é que, embora a CBPI contasse com uma solução de ERP, a tecnologia não era suficiente para as consultas necessárias. Com a plataforma, foi possível complementar a implantação do ERP por meio da geração e monitoramento dos dados gerenciais e estratégicos. O BI da MicroStrategy alavancou também a criação do portal executivo da CBPI, customizando informações consolidadas para uma seleta camada de altos executivos de forma bastante amigável e acessível.

Para a assessora Ana Lúcia, a plataforma MicroStrategy tem um caminho a ser percorrido dentro da empresa. “A próxima área a contar com as facilidades do business intelligence será Operações, cujo projeto deverá ser iniciado em 2006”, finaliza.