Queda nas vendas do Dia dos Namorados

0
8
O movimento de vendas no comércio na semana que antecede o Dia dos Namorados, entre os dias 5 e 11 de junho, caiu 8,63% em relação ao mesmo período do ano passado, sendo considerado o pior resultado para a data nos últimos cinco anos. É o que aponta os números do banco de dados do SPC Brasil, e divulgado pela Confederação Nacional de Dirigente e Lojistas, CNDL.
“De acordo com as lideranças lojistas, embora os comerciantes brasileiros aguardassem um desempenho fraco, a forte queda surpreendeu até os mais pessimistas. O comércio já tinha sofrido com resultados historicamente ruins neste ano com as vendas da Páscoa e do Dia das Mães, mas uma queda tão expressiva, era algo que não estava nas nossas expectativas”, disse o presidente da CNDL, Roque Pellizzaro Junior. “Além de todo esse contexto econômico, a abertura da Copa do Mundo, no dia 12, concorreu com o Dia dos Namorados e, de certa forma, contribuiu com esta queda. É natural que haja um redirecionamento de gastos, ou seja, parte do que ia ser investido no presente e nos encontros românticos foi gasto com comemorações em grupo para a Copa”.
O Dia dos Namorados é considerada a terceira data mais lucrativa para o comércio, ficando atrás apenas do Natal e do Dia das Mães. Geralmente, os produtos mais procurados nas lojas durante este período são: vestuário, calçados, perfumaria, floricultura, jóias e bijuterias.