Quem não arrisca, não petisca!

0
3



Autor: Dominic de Souza

 

A Internet, enquanto mídia, apresenta um desenvolvimento constante que alcançou, em 2007, a marca de 40 milhões de usuários, ou seja, um crescimento de cerca de 21% em relação ao ano anterior, segundo o IAB (Interective Adversiting Boreau). Esse fato aproxima a rede cada vez mais de outros veículos de comunicação como rádio e TV, em relação ao número de usuários. A publicidade on-line cresce, mas não com a mesma magnitude da mídia on-line em si e apresenta, até o momento, um avanço muito inferior ao esperado pelo mercado que investe em anúncios publicitários. Mas enfim, quais são os motivos que atrasam o crescimento publicitário na Internet e fazem com que essa mídia tenha apenas 3% dos investimentos totais em propaganda?

 

São vários os motivos. Entre eles está a constatação de poucos cases de sucesso por parte dos investidores, ou seja, não existem casos que comprovem que investir em publicidade na Internet traz um ótimo ROI (Retorno dos investimentos).Tal comprovação faz com que muitos executivos fiquem confusos, porém, pode-se explicar de forma simples: como o retorno dos investimentos é proporcional ao volume dos valores aplicados e a Internet é uma mídia relativamente barata, torna-se difícil perceber resultados expressivos ao apostar nesse veículo, se comparados aos investimentos em outras mídias, porém, graças às suas métricas precisas, fica claro que quem investe não se arrepende, pois, mesmo o retorno sendo menor que em outras mídias como jornais e revistas, ele é certeiro.

 

Quanto à idoneidade dessa mídia, constata-se que ela adquiriu, com o passar dos anos, um grau de seriedade mais elevado, pois, antigamente, os profissionais que dirigiam essa indústria, eram conhecidos por serem jovens, por possuírem pouco controle sobre os processos do mercado e por incentivar a criatividade e não a disciplina. Hoje, homens, como os fundadores do Google, mostram ao mundo que o negócio não é apenas sério, é também um setor seguro para se investir.

 

Muitos executivos sabem que um dos atrativos da mídia on-line é poder focar no cliente certo, porém, poucos conhecem os próprios públicos. Essa dificuldade em selecionar os alvos, interfere diretamente na decisão de investir ou não, pois ao ficar na dúvida, torna-se mais fácil apostar em uma mídia de abrangência geral como jornais, revistas e outdoors ao invés de investir em pesquisas que visam selecionar os públicos. Porém, o que esses empresários não sabem é que, mesmo sem o total conhecimento sobre o público-alvo, eles podem utilizar a Internet para testar a melhor área de atuação, devido à flexibilidade de mudar o rumo durante o processo que essa mídia proporciona, ou seja, errou na mensagem, pode-se deletar tudo e colocar uma nova proposta.

 

Considero que, cada barreira que surge contra os anúncios na Internet, não só é superada como essa mídia também mostra-se um dos melhores veículos para a publicidade, tanto pela versatilidade em lidar com diferentes públicos quanto por oferecer baixo custo. Quem nunca apostou por ter receios de arriscar em algo novo, hoje, está cada vez mais convicto que, direcionar os negócios à Internet é uma opção muito lucrativa, segura e certeira, para quem deseja focar os clientes de uma forma simples, inovadora e de qualidade.

 

Dominic de Souza é Country Manager da DQ&A.