Quem são os maiores inadimplentes

0
1


Pesquisa realizada pela Telecheque, empresa especializada na concessão de crédito ao varejo, constatou que o problema da inadimplência está mais concentrado entre os consumidores com faixa de renda entre R$ 350 e R$ 700, ou seja, parte dos trabalhadores da classe D e da classe E, que já são 22% do total dos inadimplentes do Brasil. Para consolidar o estudo, a empresa ouviu 988 consumidores inadimplentes entre julho e agosto. O segundo patamar de renda com maior número de inadimplentes é o de R$ 700 a R$ 1050, que inclui 21% dos consumidores com nomes nos cadastros de restrição de crédito.

“O processo de bancarização da população brasileira fez grandes progressos nos últimos anos, principalmente devido à concorrência acirrada entre as instituições financeiras, que descobriram nos brasileiros com renda mais baixa um público a ser explorado e melhor aproveitado como seus clientes”, afirma José Antônio Praxedes, vice-presidente da Telecheque.

A pesquisa também procurou saber a ocupação dos inadimplentes. De acordo com o estudo, 43% estão empregados em empresas privadas, mas os profissionais autônomos já chegam a 23% do total dos inadimplentes.

Mas qual o motivo da inadimplência? Para 42% dos pesquisados, o descontrole financeiro foi o que os levou à condição de inadimplentes. Já o empréstimo do nome para terceiros figurou como a segunda razão da inadimplência (13%), seguida do desemprego (10%).

Segundo a pesquisa da Telecheque, a maioria dos consumidores inadimplentes com faixa de renda entre R$ 350 e R$ 700 tem idade entre 21 e 30 anos (50%), são casados (47%), do sexo feminino (55%), possuem o Ensino Médio Completo (45%) e estão empregados em empresas privadas (53%). Ainda de acordo com o estudo, 76% das compras que geraram inadimplência variaram entre R$ 50 a R$ 399 e foram feitas para pagamento à vista (63%). Os segmentos que sofreram maior impacto com a inadimplência por conta desses consumidores foram os supermercados (28%), confecções (20%) e postos de combustível (12%).