RCS investe na área de auditoria

0
14

Há três anos no mercado de gestão empresarial, a RCS amplia a sua área de atuação. Uniu forças com a Contadata, escritório especializado nas áreas contábil e fiscal, para prestar serviço de auditoria independente em um nicho específico: o das pequenas e médias empresas.
A operação marca o retorno do consultor e diretor da RCS, Raul Corrêa da Silva, às atividades de auditoria – são 24 anos de experiência e liderança no segmento. A parceria tem ainda o aval da Moores Rowland International (MRI), o oitavo maior grupo de auditoria do mundo. O foco da MRI é o mesmo nos 94 países onde conta com membros associados: empresas pequenas e regionalmente fortes.
“Ao contrário das grandes auditorias, que concentram suas atividades em grandes companhias situadas em importantes centros econômicos, vamos explorar um mercado crescente, mas carente de bons profissionais especializados”, lembra Corrêa. A fusão com a Contadata prevê a integração entre quadros funcionais e carteiras de clientes, que totalizam 180 companhias em todo o País, principalmente dos setores imobiliário, de construção civil, indústria têxtil, comércio varejista, empreiteiras e do agronegócio.

“Ao reunirmos o expertise de duas empresas especializadas, nos tornamos efetivamente uma alternativa para as corporações de médio porte, que necessitam de um atendimento mais individualizado”, acrescenta Manoel Luciano Vieira, da Contadata.

Intercâmbio empresarial
Além dos trabalhos de auditoria, a RCS pode atuar no acompanhamento da gestão empresarial, planejamento tributário, societário, sucessório, assessoria contábil, corporate finance, administração de risco e gestão de recursos humanos.
A fusão está integrada à estratégia de expansão dos negócios da Moores Rowland International. O grupo, também focado no nicho de pequenas e médias, deve se consolidar ainda em 2004 como a sétima maior auditoria do mundo e ocupar a sexta posição até 2007. “O apoio da MRI nos permite empregar sua metodologia de abrangência mundial, o que garante a nossos clientes acesso às mais modernas práticas e informações empresariais, além de fomentar o intercâmbio com o mercado estrangeiro”, finaliza Corrêa.