Realidade virtual e aumentada aliadas ao t-commerce

0
2
Autor: Anselmo Martini
O avanço tecnológico tem mudado a maneira como interagimos, tanto como empresa quanto como consumidor. Dessa forma, tecnologias como Realidade Aumentada e Virtual parecem ser inevitáveis em nosso dia a dia. A pergunta é onde e como acontecerá a sinergia entre essas inovações com as plataformas e oportunidades já existentes?
As tecnologias que já foram utilizadas em situações específicas mostraram-se flexíveis para serem aplicadas como estratégias para o mercado, ao gerar uma interação ainda maior da marca com o consumidor. Algumas aplicações são simples como, por exemplo, a realidade virtual no segmento educacional por meio de jogos, e a realidade aumentada em ferramentas na área de vendas.
Antes de seguir adiante, é importante entender o que significa cada uma delas. Por meio de software ou aplicativo, a realidade aumentada insere imagens virtuais para interagir com a realidade. Um exemplo bem conhecido e que fez grande sucesso foi o jogo Pokémon Go, onde a realidade virtual substitui o cenário real por um novo ambiente que é criado em um software. Outro modelo que podemos citar é que há alguns anos a marca de roupas Topshop, do Reino Unido, ofereceu aparelhos que transportavam os clientes para um desfile de moda na passarela.
Agora imagine mesclar essas duas tecnologias e somá-las ao T-Commerce. Vamos simular uma situação em que o consumidor assiste a sua série favorita e deseja adquirir uma peça de roupa ou até mesmo um móvel da cena que vê. Por meio da realidade aumentada, por exemplo, é possível que o consumidor experimente a roupa e com a realidade virtual, simular se o objeto combinará com o ambiente.
E vou além, o PlayStation VR da Sony é um ótimo exemplo. Se aplicarmos a plataforma de T-Commerce ao vídeo game podemos oferecer ao jogador a possibilidade de comprar o que estiver exibindo na tela. Estamos falando de tecnologias com inúmeras possibilidades de revolucionar as relações de consumo.
Mesclar o real com o mundo virtual é algo que ocupa, cada vez mais, um grande espaço no cotidiano das pessoas, seja por nossa incessante busca por novidades ou pela rotina corrida que restringe o tempo livre. Esse me parece um caminho espontâneo em termos de interatividade, para alimentar os anseios de consumo e elevar ainda mais a experiência de compra dos clientes.
Feliz ou infelizmente a inovação e o uso de novas tecnologias é inevitável e gera estresse e pressão pela constante corrida para alcançar e ultrapassar a próxima novidade, e assim sucessivamente. Vale refletir sobre a possibilidade que o futuro talvez seja para simplificar os processos e encontrar o perfeito equilíbrio entre máquinas e ser humano, de maneira que consigamos usufruir das inovações sem perder a qualidade de vida.
Anselmo Martini é vice-presidente de marketing global do grupo CinemallTec.