Redes sociais em uma mesma timeline

0
0
O Brasil é um dos países que passa mais tempo em redes sociais. Em 2013, ele atingiu a segunda colocação no ranking de uso do Facebook, deixando a Índia para trás, mesmo com um número menor de usuários: em torno de 47 milhões de pessoas interagem na plataforma diariamente. Os internautas brasileiros também só ficam abaixo dos Estados Unidos no Twitter desde 2012. E, em julho deste ano, o Youtube anunciou que os brasileiros formam o segundo mercado consumidor de vídeos na internet. A paixão pelas redes sociais também pode se tornar um peso para as empresas. 
A pesquisa desenvolvida pelo Desenvolvimento e Envolvimento Estratégico de Pessoas e Clientes, Deep, neste ano, apontou que, em média, os profissionais gastam até 1 hora e 16 minutos por dia no acesso às plataformas. Levando em conta uma carga de trabalho de oito horas por dia, seria como se o funcionário deixasse de trabalhar por três dias a cada mês. Outro dado confirma essa paixão: relatório do instituto Nielsen mostra que 22% do tempo gasto na internet envolve redes sociais.
Os dados mostram, então, o potencial do país em mercado e oportunidades relacionadas à internet. Sem contar a tendência de crescimento devido ao aumento na venda de tablets e smartphones no país, de acordo com dados do Instituto IDC Brasil. Em 2013, foram comercializados no Brasil 8,4milhões de tablets, crescimento de 157% na comparação com 2012. Os smartphones bateram o recorde de vendas em 2013, com 35,6 milhões de aparelhos vendidos, registrando crescimento de 123% frente ao ano anterior. 
Percebendo este mercado em expansão, um aplicativo foi criado visando justamente atender ao perfil de pessoas que buscam otimizar o uso das plataformas. O Wikipass concentra até cinco redes sociais em uma mesma timeline: Facebook, Twitter, Linkedin, Instagram e Youtube. Idealizado por uma startup brasileira, o aplicativo já tem presença em 20 países. Segundo dados levantados pelo Pew Research Center, o número de usuários de redes sociais com contas em mais de três plataformas chegou a 201 milhões em todo o mundo. A busca por uma melhor qualidade no uso dessas ferramentas e a dificuldade em administrar múltiplas plataformas foram, segundo o diretor executivo do Wikipass, Diego Boufleur, os motivos que levaram ao desenvolvimento da interface. “Pensamos que seria interessante juntar todos os perfis em uma única timeline, permitindo ao usuário filtrar o que realmente deseja ver”, explica. “É possível priorizar uma plataforma em detrimento da outra, deixar conteúdos como favoritos ou ocultá-los”, explica a diretora de operações, Cintia Schoeninger.
Disponível nas versões Web, iOS e Android, o Wikipass pode ser baixado gratuitamente, viabilizando a interação entre diferentes redes e perfis simultaneamente. “O principal diferencial do aplicativo em relação aos concorrentes é a possibilidade de criar uma timeline inteligente”, ressalta André Telles, especialista em inovação e consultor do Wikipass. Desde 2012 em operação na versão beta, a startup se capitalizou com o fechamento de capital, em 2013, quando alavancou cerca de R$ 1,4 milhão para o seu desenvolvimento. Além da consolidação do Wikipass no sistema Android, lançado no final de junho, o próximo desafio será a integração com Tumblr.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCliente secreto para PMEs
Próximo artigoConsórcio de vento em popa