Relacionamento no mobile

0
1
Oito em cada dez consumidores desejam ter mais interações comerciais por meio de dispositivos móveis com bancos, operadoras de telecomunicação, varejistas, companhias de serviços públicos e outras organizações. O número foi o resultado de uma pesquisa realizada pela SAP em 17 países. 
Embora as conclusões indiquem que os consumidores querem mais serviços de comércio por meio dos celulares em todo o mundo, os elementos que impulsionam ou causam barreiras para a adoção mais ampla dos telefones celulares variam dentro de diferentes países e setores. Mercados emergentes, como África do Sul, Arábia Saudita e China apresentam um ritmo mais acelerado de mudança, com 96% dos entrevistados expressando o desejo de usar o celular para comprar bens ou serviços. Em mercados maduros (Japão, Estados Unidos, Alemanha, França, Austrália, Reino Unido) este índice é inferior, chegando a 59%.
 
De modo geral, o estudo revela que 64% consumidores estariam mais propensos a elevar o uso de serviços de comércio móvel se tivessem mais escolhas de meios de pagamento. Para 51% dos entrevistados, se os pagamentos móveis fossem aceitos por mais varejistas isso também contribuiria para um maior uso do serviço. Outras conclusões do estudo que chamam a atenção é que 41% das pessoas que responderam a pesquisa disseram que é fundamental receber atualizações regulares de ofertas e conteúdos e 32% apontam que sentem a necessidade das empresas incentivarem mais a compra de produtos e serviços pelo canal móvel.
O estudo também revela importantes conclusões sobre o que impede os consumidores de usar mais serviços e transações comerciais móveis. Quase a metade dos entrevistados em todo o mundo (46%) indicou que não gostam de fornecer muitas informações pessoais. Outras barreiras apontadas: 45% das pessoas se preocupam com a questão da segurança das informações e 43% indicam a falta de acesso à Internet no momento da transação como outros fatores que dificultam o uso do serviço.
Para Fabian Valverde, diretor de mobilidade da SAP Brasil, os consumidores estão exigindo mais serviços de comércio móvel e também esperam utilizar os dispositivos móveis de maneira mais simples e eficaz. “A tecnologia móvel é um canal de comunicação ´tudo em um´, agregando cartão fidelidade, dinheiro, rastreador de localização e cartão de crédito. Desta forma a mobilidade oferece às empresas uma ótima oportunidade de se conectarem aos consumidores exclusivamente via celular ou como parte de uma mistura multicanal”, diz.
O estudo destaca também que 63% dos consumidores estão usando seus aparelhos em atividades diferentes do que apenas fazer ligações e enviar mensagem de texto. Metade dos usuários de celulares (50%) acessa a Internet pelo menos uma vez por dia pelo telefone e quase um terço (32%) usam o aparelho para comprar produtos ou serviços. 
Com a tecnologia gerando crescentes níveis de sofisticação, consumidores em todo o mundo estão cada vez mais utilizando os telefones celulares como uma peça fundamental na comunicação e nas transações. 80% dos consumidores concordam que as empresas devem usar qualquer tecnologia disponível para tornar mais fácil a vida de seus clientes.
Bancos
Excluindo-se as chamadas de voz, metade dos proprietários de dispositivos móveis usam seus equipamentos para pagar contas (55%), fazer transferências bancárias (52%) e abrir uma nova conta (48%);  Para incentivar transferências bancárias por meio do telefone móvel, as instituições financeiras devem prestar serviços por menor custo (25%) e personalizados (22%) 

Varejo
Esse é um importante foco do comércio móvel. As principais áreas de interesse apontadas pelo estudo são: serviços de entretenimento (43%), download de música (40%), livros ou e-books (40%) e vestuário (39%); Os usuários são encorajados a comprar produtos usando seu celular por meio de serviços de baixo custo (29%), ofertas exclusivas (25%) e cupons de desconto (22%).
Telecom 
Mais da metade dos usuários (52%) concordam que as atividades de pagamento móvel vão aumentar quando eles tiverem maior confiança na segurança móvel, com 39% dos entrevistados exigindo mais segurança no uso do celular como um meio de agamento.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFora do foco?
Próximo artigoQualidade sempre à frente