RH: Motivação é show

0
1

*João Gonçalves Filho ( Bosco )

O foco central da empresa hodierna é apostar no talento de seus funcionários para criar um clima comprometido, engajado e alegre no seu pessoal de atendimento, mesmo que marcado pelo estresse e rotina de cada dia. O alicerce deste ” atendimento show ” é conhecer melhor as pessoas e, consequentemente, implementar ações que possam melhorar, a cada dia, êste atendimento ao cliente. Certamente, toda esta nova cultura empresarial passa pelo talento e criatividade, transformando o atendimento ao cliente. O grande equívoco é simplesmente pensar que os colaboradores querem mais dinheiro para que possam assumir uma postura de dar um bom atendimento ao cliente. O que, na realidade, querem é ” reconhecimento profissional “. É chegada a hora de valorizar-se as pessoas ao lado das máquinas e tecnologias do momento.
Para a Consultora de Empresa – Ione Souza, mediante pesquisa realizada num universo de mais cinco mil pessoas, o que as pessoas querem, reafirmamos, é ” reconhecimento profissional “. Desta pesquisa, ressaltamos os seguintes dados : 49% dos entrevistados valorizam o reconhecimento de seus superiores ou gestores, seguido por realização com o trabalho realizado com 19% ; bonificações extras, 13% ; ambiente de trabalho com 12% e salário com 5%.
A grande verdade evidenciada pela pesquisa é um equívoco uma empresa qualquer pensar que viagens, sorteios de televisão, bonificações extras, salários sejam as melhores estratégias para se motivar os colaboradores da empresa. O que querem, certamente, é o livre arbítrio, uma gestão compartilhada, valorização dos seus talentos e serem chamadas a dar sugestões objetivas, que possam levar a empresa para o sucesso e lucratividade. Normalmente, os funcionários da empresa são pessoas jovens, plenas de energia e com vontade de conquistarem espaços. Consequentemente, só o salário não é algo final que êles enxergam como prêmio – afirma a vice-presidente de RH da Atento – Cleide Baroni.

A grande equação, numa visão macro, da empresa lucrativa : ” funcionários felizes é igual a clientes satisfeitos “. O impacto econômico na empresa está diretamente ligado à satisfação do cliente. Para a empresa, uma ação de endomarketing entre os funcionários é indispensável para obtenção de uma motivação contínua entre êstes.
O alvo central desta nova cultura empresarial é ter atendentes alegres, dispostos a resolver problemas, encantar clientes, oferecendo-lhes algo inesperado. Aí, sim, reside o grande diferencial da empresa de sucesso. Atendimento, segundo o Profº Luis Rocha – Consultor de RH do Unibanco – ” energia, interação, empatia e marketing de relacionamento humano em prol do próprio cliente e da empresa “.
Como reflexão final, o relevante é ter a empresa uma relação de confiança, transparência e, sobretudo, muito respeito e ética por seus clientes. O grande alvo é identificar necessidades, criar soluções e saber ouvir cada cliente. A partir destas constatações, poderá a empresa definir estratégias juntamente como os seus colaboradores motivados e comprometidos, que possam fidelizar clientes. A humanização das relações entre empresa, funcionários e clientes constituem-se num imperativo relevante para a sobrevivência da empresa em mercados globalizados. Agregam-se ainda, à empresa – responsabilidade social, ética, tecnologias de ponta, pessoal de atendimento e treinamento contínuo.
João Gonçalves Filho (Bosco) é Administrador de Consórcio [email protected]

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorInteratividade com clientes
Próximo artigoAtendimento e ambientação