Sabesp investe em Data Warehouse

0
2


Quando a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo, a Sabesp, decidiu implementar um projeto de Data Warehouse com o objetivo de desenvolver uma cultura de autocontrole na empresa, não imaginava que a transformação de dados em informação estratégica fosse tão complexa. Com mais de 17 mil funcionários, faturamento anual na ordem dos R$ 5 bilhões, modelo administrativo descentralizado e capital aberto nas Bolsas de Valores de São Paulo e de Nova York, a Sabesp se deparou com um projeto do tamanho de sua estrutura.

O volume de dados e a complexidade para fazer o rastreamento, o tratamento e o armazenamento das informações, levaram a empresa a buscar fornecedores de solução que pudessem atender a um grande número de usuários e efetivamente agregar valor ao negócio por meio de análises comparativas, de performance e de resultados, entre unidades. Com investimentos de aproximadamente R$ 3 milhões aplicados em infra-estrutura, software e consultoria, a Sabesp deu início a uma nova cultura de autocontrole das unidades, chamada Avaliação de Controles e Resultados (ACR), apoiada pelo Teradata Data Warehouse.

A partir da base analítica de dados foram desenvolvidas as aplicações que geraram indicadores, gráficos, painéis, quadros de notas, amostras e relatórios que puderam servir de apoio à tomada de decisão nos diferentes níveis organizacionais, fossem eles estratégicos, táticos ou operacionais. A base única proporcionou uma visão global do negócio, e com isso, uma gestão mais integrada com foco nos resultados. Além do Teradata Data Warehouse, foram contemplados no ACR softwares aplicativos para administração do banco de dados e definição de modelos, que geram cruzamentos de informações mais completos, além de consultas concorrentes e cargas de trabalho mistas. A grande vantagem de um ambiente analítico inteligente é que ele permite uma gestão integrada dos negócios ao facilitar a análise de perfis de consumo, de atendimento ao cliente, de pessoal interno, dentre outros.

Gestão integrada – A primeira aplicação do Data Warehouse da Sabesp foi implantada no final de 2005. Uma segunda fase do projeto envolvendo novas aplicações está em desenvolvimento, com previsão de implantação até o final de 2006. Até o momento, a solução está disponível para aproximadamente 500 usuários das áreas Comercial, RH, Suprimentos, Obras e Serviços Operacionais.

Por meio do ACR foi possível o rastreamento de informações de processos críticos que envolvem a região metropolitana de São Paulo e os mais de 300 municípios operados pela Sabesp no interior e no litoral. Na prática, isso significa a busca efetiva por melhores resultados, permitindo à alta administração da Sabesp reconhecer oportunidades de melhoria dos indicadores de rentabilidade e de margem operacional, transformadas em estímulo para que os gerentes do negócio possam conquistar suas metas.

“Com o Data Warehouse conseguimos identificar, por exemplo, variações significativas de consumo de água. O trabalho empreendido a partir deste indicador e das informações comparativas geradas pelo ACR, permitiu calcular um incremento anual R$ 2 milhões na receita da Sabesp”, conta o CIO da companhia, Fernando Antonio Menezes.