Santander e Real perto da interoperabilidade

0
0



A partir de março, os clientes do Santander e do Real poderão efetuar as transações mais comuns e freqüentes como consultas de saldos e extratos, além de saques e diversos tipos de pagamentos, nas redes de agências de ambos os bancos, não importando o banco de origem. “Este é um benefício importante que iremos entregar aos nossos oito milhões de clientes”, afirma Fabio Barbosa, presidente do Grupo Santander Brasil, que reúne os dois bancos.

 

O Santander e o Real iniciaram a integração tecnológica das operações dos clientes em outubro. Atualmente, os testes envolvem 18 pontos de atendimento em São Paulo, totalizando cerca de 50 caixas eletrônicos. Nos locais em que o piloto está implantado, os clientes das duas instituições já fazem consultas de saldo e extratos, saques, pagamento de convênios (contas de água, luz, telefone e gás) e pagamento de títulos em dia ou vencidos, como se estivessem em seus bancos de origem.

 

A partir de março, todos os 2.666 pontos de atendimento do Santander e os 3.861 do Real, envolvendo cerca de 18 mil caixas eletrônicos ao todo, estarão integrados para a realização das operações contempladas no projeto piloto. “Além dos serviços mencionados, que estarão disponíveis nos caixas das agências e nos caixas eletrônicos, os clientes poderão contar ainda com a facilidade de pagar títulos por meio do call center e do internet banking”, descreve José Paiva Ferreira, vice-presidente executivo sênior do Grupo Santander Brasil.