SAS atinge receita recorde de US$ 2,15 bi

0
1



O SAS, empresa de inteligência analítica, anunciou que a receita de 2007 totalizou US$ 2,15 bilhões – um aumento de 15% em relação aos resultados de 2006. A região das Américas representou 44% da receita total. A estratégia adotada pelo SAS Brasil, aliada a intensa demanda por soluções analíticas fez com que a companhia aumentasse 30% em relação ao mesmo período do ano passado, sendo que as novas vendas representaram 55% da receita da empresa.


“Com o crescimento diário das bases de dados, é um ótimo momento para ser o SAS”, afirmou o CEO Jim Goodnight. “Enquanto acontecem as consolidações do mercado de Business Intelligence, o SAS está livre para focar no que as organizações desejam – ativos de dados brutos transformados em informações úteis, confiáveis e oportunas para decisões baseadas em fatos”, completa.


Por conta das fusões do ano passado, os estudiosos da indústria de software estão preveêm um crescimento futuro mais lento no mercado de BI. Em contrapartida, no SAS essas aplicações representaram 29% da receita em 2007. “Não estamos vendo uma tendência de desaceleração”, observou Goodnight. “Nossa plataforma de inteligência empresarial, análises e soluções setoriais nos diferencia de outros fornecedores de BI que se especializam em aplicações de elaboração de consultas e relatórios”, conta.